PIB brasileiro entre Janeiro e Março de 2016 totalizou R$ 1,474 trilhão

LinkedIn

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no primeiro trimestre de 2016 totalizou R$ 1.473,8 bilhões, sendo R$ 1.260,1 bilhões referentes ao Valor Adicionado a Preços Básicos e R$ 213,7 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

Considerando o Valor Adicionado das atividades no trimestre, a Agropecuária registrou R$ 88,5 bilhões, a Indústria R$ 257,6 bilhões e os Serviços R$ 913,9 bilhões. Entre os componentes da despesa, a Despesa de Consumo das Famílias totalizou R$ 946,6 bilhões, a Despesa de Consumo do Governo R$ 282,8 bilhões e a Formação Bruta de Capital Fixo R$ 249,0 bilhões. A Balança de Bens e Serviços ficou deficitária em R$ 0,2 bilhões e a Variação de Estoque foi negativa em R$ 4,4 bilhões.

 

Taxa de Investimento x Taxa de Poupança

A taxa de investimento no primeiro trimestre de 2016 foi de 16,9% do PIB, abaixo do observado no mesmo período do ano anterior (19,5%). A taxa de poupança foi de 14,3% no primeiro trimestre de 2016 (ante 16,2% no mesmo período de 2015).

 

Conta Econômica Trimestral

No resultado do primeiro trimestre de 2016, a Renda Nacional Bruta atingiu R$ 1.438,1 bilhões contra 1.410,8 bilhões em igual período do ano anterior. Nessa mesma base de comparação, a Poupança Bruta atingiu R$ 211,4 bilhões contra R$ 232,6 bilhões no mesmo período de 2015.

A Necessidade de Financiamento alcançou R$ 32,9 bilhões ante R$ 72,8 bilhões no mesmo período do ano anterior. O aumento da Necessidade de Financiamento é explicado, principalmente, pelo aumento de R$ 11,6 bilhões em Renda Líquida de Propriedade enviada ao Resto do Mundo e pela redução no montante de R$ 50,1 bilhões no déficit externo de bens e serviços.

Deixe um comentário