Ibovespa sobe com otimismo com PEC dos gastos e petróleo; Telefônica cai 7%

LinkedIn

O Índice Bovespa fechou em alta hoje, confirmando o otimismo com a aprovação das medidas de ajuste fiscal pelo governo e sob o impacto de nova alta do petróleo no exterior. O índice fechou com ganho de 0,92%, aos 61.668 pontos, o maior nível desde os 61.837 pontos de 3 de março de 2014. O ganho acumulado no mês é de 5,66% e 42,26% no ano e de 24,99% em 12 meses.

O volume negociado, porém, foi mais baixo, com R$ 6,677 bilhões, abaixo dos R$ 7 bilhões da média do ano, reflexo também do feriado do descobrimento da América nos EUA, Columbus Day, que suspendeu os negócios com títulos do Tesouro. Foi feriado também no Japão, em Hong Kong e no Canadá.

Vale sobe 6% com minério e Petrobras, 3%

A alta da bolsa brasileira foi puxada pelos papéis de commodities, com as ações preferenciais da série A (PNA, sem votos) da Vale (BOV:VALE5) subindo 5,99% e as ordinárias (BOV:VALE3) (ON, com voto), 5,83%, as maiores altas do Ibovespa. A empresa foi beneficiada pela retomada dos negócios na China depois de uma semana de feriado, e pela alta do minério de ferro, de 1,41%, para US$ 56,65 a tonelada.

Em seguida veio Bradespar PN (BOV:BRAP4), holding não financeira do Bradesco que aplica em papéis da Vale e que subiu 3,33%. As demais altas foram Pão de Açúcar PN (BOV:PCAR4), 3,21% e Petrobras ON (BOV:PETR3), com 3,19%. Petrobras PN (BOV:PETR4) subiu 2,95%.

Telefonica cai 7% com saída do presidente

Já o destaque de queda ficou com a ação preferencial da Telefônica do Brasil, ou Vivo PN (BOV:VIVT4), com -6,92%. A queda é uma resposta do mercado à renúncia do presidente da companhia, Amos Genish. O executivo Eduardo Navarro de Carvalho, atual presidente do colegiado da empresa, foi indicado para assumir o posto. A saída de Genish foi vista como negativa pelos analistas, mas os riscos para a companhia são menores agora que já foi feita a integração da GVT.

Além disso, observa o BTG Pactual em relatório, o setor de telecomunicações está passando por profundas mudanças, para um ambiente mais competitivo e com regulação pró-mercado. E a Telefônica, maior empresa do setor, está em boa posição para se beneficiar dessas transformações, diz o BTG, que recomenda compra para as ações da empresa com preço justo de R$ 55,00. A empresa fechou hoje cotada a R$ 43,60.

Além da Telefônica, a lista de maiores quedas do Ibovespa inclui as ON da Qualicorp (BOV:QUAL3), com -2,29%, seguidas das PNA da Suzano Papel (BOV:SUZB5), com -1,91%, Smiles ON (BOV:SMLE3), -1,98% e Embraer ON (BOV:EMBR3), -1,52%.

Itau Unibanco, maior peso no Ibovespa, fechou em alta de 0,13%. O banco anunciou no sábado a compra das operações de varejo do Citibank no Brasil por R$ 710 milhões.

Petróleo sobe 3% com Rússia apoiando cortes

No exterior, os preços do petróleo ajudaram a puxar as bolsas na Europa e nos Estados Unidos, depois que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que poderá apoiar cortes de produção junto com os países produtores da Opep. Há a expectativa também com a reunião dos produtores no Congresso Mundial do Petróleo, em Istanbul, na Turquia, e que pode favorecer novos entendimentos. O barril do petróleo do tipo WTI negociado em Nova York subiu 3,1%, para US$ 51,35, o maior valor desde julho de 2015. O tipo Brent, de Londres, subiu 1,87%, para US$ 52,90 o barril. Cobre, milho e outras commodities também subiram hoje.

Grosseria de Trump ajuda Hillary

Ajudou também a melhorar o humor do mercado a pesquisa mostrando o crescimento da intenção de votos na candidata democrata Hillary Clinton após o vazamento de declarações preconceituosas e ofensivas às mulheres do candidato republicano Donald Trump. A vantagem de Hillary, preferida pelo mercado, subiu para 11% e muitas lideranças republicanas defendem que Trump desista de sua candidatura.

Na Europa, as bolsas fecharam em alta, com o índice regional Stoxx 50 ganhando 1,17%. O Financial Times, de Londres, subiu 0,75%, o DAX, de Frankfurt, 1,27% e o CAC, de Paris, 1,06%.

Nos Estados Unidos, em meio ao feriado de Columbus Day, o índice Dow Jones subiu 0,49%, o Standard & Poor’s 500, 0,46% e o Nasdaq, 0,69%.

Juros curtos sobem e longos caem

No mercado de juros, o otimismo com a perspectiva de aprovação da PEC 241, que estabelece um limite na correção dos gastos do governo federal nos próximos 20 anos, equivalente à inflação passada, ajudou a derrubar as projeções do mercado, segundo relatório do BB Investimentos. A expectativa é de que a emenda seja votada hoje na Câmara dos Deputados depois das 22 horas e o governo precisa de ao menos 308 votos no plenário para aprovação em primeiro turno e depois em mais uma votação. O mesmo deve ocorrer no Senado.

Com isso, os contratos futuros de DI’s na BM&FBovespa com vencimento em 2017 passaram de 13,660% para 13,679%. Já os contratos para 2018 subiram de 11,960% para 12,000%. Os contratos com vencimento em 2021 recuaram de 11,250% para 11,230%.

Dólar comercial cai

Já o dólar comercial encerrou o dia em queda de 0,43%, vendido a R$ 3,203, enquanto o dólar turismo recuava 0,59%, para R$ 3,36 para venda. A moeda recuou após os sinais de que o limite de gastos do governo será aprovado e deverá ajudar a equilibrar as contas públicas.

O post Ibovespa sobe com otimismo com PEC dos gastos e petróleo; Telefônica cai 7% apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.