ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Minério de ferro, Copom e inflação

LinkedIn

Mercados Globais

Com exceção de Londres, as principais bolsas europeias se mantém em alta. O economista chefe do Bank of England, Andy Haldane disse nesta terça-feira que uma forte alta nas expectativas do mercado para a alta da taxa de juros poderiam diminuir as condições de credito, restringindo o consumidor e as despesas das empresas. Houve a divulgação de balanços, além dos índices de atividade dos gerentes de compras da Zona do Euro e Alemanha. O PMI composto da Zona do Euro registrou 56 pontos. O ritmo do crescimento da Zona do Euro melhorou, atingindo uma alta de quase seis anos em fevereiro. A criação de empregos foi a melhor vista em nove anos e meio, no entanto, as pressões inflacionarias continuam a se intensificar. Veja o índice junto do PIB da Zona do Euro:

No Japão, o Nikkei 225 fechou em 0.68% de alta. Shanghai e Hang Seng fecharam, respectivamente, em 0.41% e -0.76%.

O minério de ferro sobe 1,9%, sendo cotado à US$ 94,50 a tonelada seca.  O Cobre para março sobe, com problemas de greve na mina Escondida. A BHP Billiton, que divulgou seu balanço ontem, disse que revisaria suas projeções quanto ao cobre, devido à greve.

Os Estados Unidos terá um dia de retorno de feriado, com discurso de membros do FOMC e divulgação do PMI.

Brasil

No Brasil, teremos o primeiro dia de reunião do Copom, o que chamará muita atenção do mercado. A FGV publicou a expectativa de inflação dos consumidores às 08:00. A mediana dos consumidores brasileiros para a inflação nos 12 meses seguintes recuou 0,3 pontos percentual em fevereiro. Em 7,6%, este é o menor valor desde janeiro de 2015. Veja no gráfico abaixo:

Gratuito - Quero ver a lista de criptomoedas - clique no banner

Deixe um comentário