Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta terça-feira, dia 28

LinkedIn

• A Aliansce Shopping Centers (BOV:ALSC3) reverteu um lucro de R$ 16,4 milhões no quarto trimestre de 2015 e registrou prejuízo de R$ 2,5 milhões nos últimos três meses desse ano. Já a receita teve leve alta de 2,2%, de R$ 135,7 milhões para R$ 138,7 milhões. As vendas dos shoppings subiram 6,5%, para R$ 2,8 bilhões no trimestre na base de comparação anual, enquanto as vendas no conceito “mesmas lojas” tiveram baixa de 4,3% e em “mesmas áreas” recuaram 3,7%.

• A Arezzo (BOV:ARZZ3) lançou um programa de recompra de até 4,33% de suas ações em circulação no mercado, para manutenção em tesouraria ou posterior cancelamento, sem redução do capital social.

• A Brasilagro (BOV:AGRO3) comprou uma área de 271 hectares (196 hectares agricultáveis) da Fazenda Araucária, por R$ 3 milhões.

• A Braskem (BOV:BRKM5) teve a recomendação rebaixada de outperform para market perform pelo Itaú BBA com preço justo sendo reduzido de R$ 41,00 para R$ 38,00. Os analistas do banco apontam que as ações da Braskem apresentaram valorização de 24% em 2016, devido a: i) spreads saudáveis; ii) boas perspectivas de fluxo de caixa; iii) valuation atrativo e iv) acordo de leniência na Lava Jato. Contudo, neste momento, os analistas veem mais risco de queda para a ação do que de alta, devido principalmente à alta do real.

• O presidente da BR Malls (BOV:BRML3), Carlos Medeiros, deve deixar a empresa, segundo informações do Valor Econômico. O conselho de administração teria escolhido o atual diretor de operações, Ruy Kameyama, para ocupar a chefia da empresa, diz o jornal.

• A BR Properties (BOV:BRPR3) aprovou a recompra de até R$ 29 milhões em ações ON, enquanto a Fibria (BOV:FIBR3) aprovou a recompra de até 548.090 ações.

• O BTG Pactual (BOV:BBTG11) foi iniciado com recomendação overweight pelo Morgan Stanley.

• A CEF (Caixa Econômica Federal) registrou lucro líquido de R$ 4,1 bilhões em 2016.

• Em caráter excepcional, a CSN (BOV:CSNA3) não arquivará junto à CVM as demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2016 no prazo previsto, em função revisões contábeis da combinação de negócios das atividades de mineração e logística.

• A Eletrobras (BOV:ELET6) reverteu perdas e registrou lucro consolidado de R$ 3,51 bilhões em 2016.

• A Eternit (BOV:ETER3) foi notificada do teor da sentença proferida pela Justiça, que julgou parcialmente procedente a Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho/RJ. A condenação envolve proceder à substituição da matéria prima amianto na unidade do Rio de Janeiro no prazo de 18 meses, observar o limite máximo de 0,1 fibras/cm3 de amianto em todos os locais de trabalho, ampliar o rol de exames médicos de controle de todos os atuais e ex-empregados da fábrica no Rio de Janeiro, custear as despesas de deslocamento e hospedagem para todos os ex-empregados da fábrica no Rio de Janeiro, que comprovadamente residirem em domicílio distante a mais de 100 km do local da realização dos serviços médicos e indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 30 milhões. A companhia informa que tomará todas as medidas legais que estiverem ao seu alcance para reverter tal decisão nos Tribunais.

• A Fibria (BOV:FIBR3) lançou um novo programa de recompra de até 0,24% de suas ações em circulação. O objetivo do programa é a aquisição de ações para destinação ao plano de opção de compra de ações da companhia.

• A Gol (BOV:GOLL4) anunciou a utilização de novas tecnologias de cabine e assentos para configurar a sua frota de novas aeronaves 737 MAX-8 e aeronaves Boeing 737-800 Next Generation (NG), aumentando o número de assentos em 5%, dos atuais 177 para 186 assentos.

• O conselho de administração do GPA (BOV:PCAR4) aprovou um plano de investimento da companhia para 2017 no valor de R$ 1,2 bilhão, informou a companhia nesta segunda. Deste total, R$ 539 milhões serão destinados para o multivarejo, enquanto R$ 596 milhões vão para projetos do Assaí. Além disso, R$ 35,2 milhões serão empregados no GPA Malls, e R$ 27,6 milhões irão para projetos do GPA Corporação.

• O lucro líquido do Hermes Pardini (BOV:PARD3) subiu 43,4%, para R$ 19 milhões, no quarto trimestre. Já o Ebitda caiu 5,8% para R$ 35 milhões, enquanto a margem Ebitda caiu 3,69 pontos percentuais, para 15,6%, no mesmo período. A receita líquida, por sua vez, subiu 16,5%, para R$ 224,3 milhões, entre outubro e dezembro. Os custos avançaram numa proporção maior, de 22,3%, para R$ 156 milhões. No acumulado do ano passado, o lucro líquido do Hermes Pardini somou R$ 103 milhões, alta de 22,3% quando comparado a 2015. A receita líquida anual avançou 16%, para R$ 899,4 milhões. E os custos subiram 19%, para R$ 605 milhões.

• O Iguatemi (BOV:IGTA3) informou que a Fundação Petrobras de Seguridade Social, a Petros, vendeu a totalidade de sua participação acionária na empresa. Em último formulário de referência divulgado pelo Iguatemi, no dia 20 de março, a Petros detinha 10,2% do capital social da empresa.

• A Iochpe-Maxion (BOV:MYPK3) encerrou o quarto trimestre de 2016 com lucro líquido de R$ 16,85 milhões, revertendo o prejuízo líquido de R$ 16,63 milhões de um ano antes. No acumulado do ano, por sua vez, a companhia reduziu o lucro em 56%, passando de R$ 49,36 milhões para R$ 21,53 milhões. A receita operacional líquida da companhia recuou 8,6% para o período entre outubro e novembro, atingindo R$ 1,68 bilhão, enquanto no acumulado de 2016 o resultado ficou praticamente estável, em R$ 6,82 bilhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu de R$ 164,06 milhões para R$ 189,25 milhões em um ano, alta de 15,4%. Para o ano, o Ebitda encerrou em R$ 796,22 milhões, evolução de 6%.

• Segundo o Valor, o novo plano de recuperação da Oi (BOV:OIBR4) foi considerado tímido e insuficiente pelo governo. Por isso, a possibilidade de intervenção na operadora de telefonia continua sendo bastante forte, segundo autoridades do setor.

• Os acionistas aprovam ratificação de pedido de recuperação judicial da PDG (BOV:PDGR3).

• A Petrobras (BOV:PETR4) aprovou a venda de 100% das ações detidas pela companhia na PetroquímicaSuape e na Citepe por US$ 385 milhões. No momento, não há qualquer restrição judicial ao prosseguimento desta transação.

• A Raia Drogasil (BOV:RADL3) teve a recomendação elevada de neutra para compra pelo BTG Pactual, com o preço-alvo sendo mantido em R$ 74,00, em meio à queda de 7% no acumulado do ano e baixa de 20% desde o pico de outubro de 2016. De acordo com os analistas do banco, os contratempos no curto prazo, como menor aumento dos preços de remédios neste ano, não colocam em risco a tese de investimento da companhia. Além disso, a Farmasil pode acrescentar um upside de R$ 1,58 ao preço-alvo para a companhia.

• A Sabesp (BOV:SBSP3) registrou lucro consolidado de R$ 2,94 bilhões em 2016, crescimento impressionante de 454,7% no ano.

• A Qatar Holding está oferecendo 80 milhões de units unidades no Banco Santander (BOV:SANB11), segundo comunicado. Haverá oferta pública de distribuição secundária de colocação das Units (exceto sob a forma de ADSs); a oferta internacional (sem considerar units da oferta brasileira) poderá ser acrescida de um lote adicional de até 12 milhões na forma de ADSs. Os ADS Santander Brasil serão de US$ 9,77.

• A Vale (BOV:VALE5) elegeu Fabio Schvartsman para assumir o posto de diretor presidente da companhia. Schvartsman é graduado e pós-graduado em Engenharia de Produção pela Universidade Politécnica de São Paulo e pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Trabalhou por 10 anos na Duratex (BOV:DTEX3) e por 22 anos no grupo Ultra, de onde saiu em 2007 como CFO da holding Ultrapar (BOV:UGPA3) e sócio-diretor da Ultra. Após presidir a Telemar Participações e a San Antonio Internacional, tornou-se em 2011 presidente da Klabin (BOV:KLBN11), cargo que exerce até hoje. Fabio Schvartsman substituirá Murilo Ferreira ao término do seu mandato, em maio deste ano.

Além disso, a companhia informou que foi concluída a transação de equity com a Mitsui relacionada ao desinvestimento de parte de sua participação na mina de carvão de Moatize e no Corredor Logístico de Nacala. A companhia recebeu US$ 733 milhões de um total em torno de US$ 770 milhões.

• O plano de investimentos da CBD para o Multivarejo, GPA Malls e Assaí para o ano de 2017 será no valor de até R$ 1,2 bilhão, com a abertura de lojas, aquisição de terreno e conversão de lojas, reformas, infraestrutura em TI, logística e outros projetos de melhoria da produtividade. O montante não contempla o plano de investimentos para a Via Varejo (BOV:VVAR11) e Cnova.

Bolsas mundiais
Após sessões de tensão em meio às dúvidas quanto à capacidade do governo Donald Trump aprovar reformas no Congresso – culminando com o revés da última sexta-feira sobre a reforma do sistema de saúde – a sessão é de maior ânimo para os principais mercados mundiais, sugerindo alívio após tensão com política nos EUA.

Após o susto da última semana, há avaliação de parte do mercado que o fato de Trump não ter conseguido que fosse para a votação o plano de saúde que substituiria o “Obamacare” não deve comprometer o avanço da reforma tributária e os investimentos em infraestrutura que estão no radar do mercado. Além disso, o mercado fica atento à fala da chairwoman do Federal Reserve, Janet Yellen, na tarde desta terça.

Na Ásia, os mercados acionários da China caíram, com o otimismo sobre os dados mostrando aumento dos lucros nas indústrias ofuscados por novas restrições imobiliárias e sinais de que a política monetária pode ser apertada ainda mais. Os lucros das indústrias do país subiram 31,5 por cento nos primeiros dois meses de 2017 em relação ao mesmo período do ano anterior devido ao aumento dos preços das commodities, dando novos sinais de recuperação econômica na China. A China adotou regras para restringir a compra de novas propriedades comerciais em Pequim na mais nova medida do governo para desacelerar o mercado imobiliário, enquanto o banco central optou por não injetar recursos no sistema bancário citando “níveis relativamente altos de liquidez”. No mercado de commodities, o minério de ferro registra movimentos divergentes em Dalian e em Qingdao, enquanto o petróleo sobe.

Desempenho dos principais índices:
Ibovespa (Brasil) +0,41%

Dow Jones (Estados Unidos) +0,11%

Nasdaq Composite (Estados Unidos) -0,09%

FTSE 100 (Reino Unido) +0,25%

DAX Index (Alemanha) +0,64%

Cac 40 (Reino Unido) +0,1%

Nikkei 225 (Japão) +1,14%

Commodities:
Ouro +0,15%

Prata +0,36%

Cobre -0,34%

Petróleo +0,69%

Petróleo Brent Crude +0,85%

Um pouco de política
Em Brasília, o Planalto acompanha de perto o andamento do processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Na véspera, o relator Herman Benjamin encaminhou o relatório final aos demais ministros da Corte Eleitoral e pediu ao presidente, Gilmar Mendes, que inclua o tema na pauta de votações. Segundo fontes, é possível que o julgamento tenha início já na próxima semana. A expectativa é de que o relator peça a cassação da chapa e a Folha apontou três sinais para tanto. Por outro lado, o PSDB recuou e isentou o presidente Temer em ação para cassação da chapa.

Ainda no radar político, pode entrar na pauta da Câmara dos Deputados o projeto de lei que trata da renegociação da dívida dos Estados. Entre as contrapartidas previstas estão a elevação de alíquotas de contribuição social de servidores, redução de incentivos tributários e privatizações. A proposta prevê que um socorro de um a três anos, com prorrogação pelo mesmo período inicial.

Vale destacar ainda as notícias de que o governo protagonizou dois recuos importantes ontem. Temer decidiu não tirar totalmente do projeto de mudanças os servidores públicos estaduais. A estratégia é incluir na proposta em discussão na Câmara um artigo que dá aos governadores o prazo de seis meses para aprovarem nas Assembleias Legislativas os regimes próprios para seu funcionalismo. Caso contrário, passa a valer para eles as mesmas regras federais. Além disso, também desistiu do que estava sendo chamada “terceirização branda”, ou seja, aprovar o projeto sobre o tema que está no Senado. Sancionará a proposta aprovada na Câmara. Alguma mudança será incluída no projeto de reforma trabalhista, em tramitação na Câmara e que o presidente Temer espera ver aprovado nas próximas semanas. Confira mais clicando aqui.

Por fim, está a Lava Jato: o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin deve anunciar no mês que vem se aceita os 83 pedidos de abertura de investigação contra citados nas delações de ex-diretores da empreiteira Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato. De acordo com a assessoria do ministro, o trabalho de análise dos pedidos entrará pelo mês de abril. Além disso, nesta manhã, a Polícia Federal (PF) deflagrou a 39ª fase da Lava Jato, com um mandado de prisão sendo cumprido na cidade do Rio de Janeiro.

Agenda de indicadores
É esperada para esta terça o anúncio do corte no orçamento e de uma eventual elevação dos impostos. No entanto, depois que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, cancelou uma reunião com seu colega do Planejamento, Dyogo Oliveira, na véspera; anúncio sobre contingenciamento e imposto pode ficar para quarta ou quinta.. Entre os indicadores domésticos de destaque estão a nota de mercado aberto do BC, às 10h30, e o relatório mensal da dívida pública, ainda sem hora marcada.

No exterior, as atenções se concentram nos discursos da presidente do Fed, Janet Yellen, às 13h50, e de outros três integrantes do Fed: Esther George, do Kansas, às 13h45, Robert Kaplan, de Dallas, 14h, e Jerome Powell, às 17h30. Pela manhã, saem a balança comercial, os estoques no atacado e no varejo e os preços residenciais, todos às 9h30. Em seguida, às 10h45, serão conhecidos os PMI de Serviços e Composto. Às 11h, são divulgados a confiança do consumidor e a sondagem industrial do Fed de Richmond.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.