Focus: Economistas passam a estimar que a inflação brasileira encerrará 2017 em 4,15%

Share On Facebook

De acordo com a opinião dos analistas financeiros consultados pelo Banco Central para elaboração da décima primeira edição de 2017 do Boletim Focus, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) crescerá 4,15% ao longo deste ano. Na semana anterior, os maiores especialistas do mercado financeiro brasileiro previam que a inflação oficial do país cresceria 4,19%.

Se a projeção das instituições financeiras estiver correta, a inflação brasileira não ultrapassará a meta central de inflação. Pelo sistema que vigora no Brasil, a meta central de inflação para 2017 é de 4,5%. Porém, com o intervalo de tolerância existente, o IPCA poderia oscilar entre 2,5% e 6,5%, sem que a meta fosse formalmente descumprida. O BC tem a missão de trazer o IPCA para a meta central de 4,5% ainda neste ano.

Com relação a 2018, a expectativa dos economistas consultados pelo Banco Central é de que o IPCA feche o ano em 4,50% – projeção semelhante àquela estimada nas últimas trinta e quatro semanas (4,50%).

O Boletim Focus é um relatório divulgado semanalmente pelo BC. Esse relatório contem uma série de projeções sobre a economia brasileira coletadas junto a alguns dos principais economistas em atuação no país. Cerca de 100 (cem) analistas de mercado, representando as principais instituições financeiras do Brasil, opinam sobre a perspectiva futura de diversos indicadores de nossa economia. O relatório é confeccionado de segunda-feira a domingo, sendo divulgado sempre às segundas-feiras da semana seguinte à sua confecção.

Clique aqui e confira a íntegra do Boletim Focus divulgado no dia 20 de Março de 2017.

O BC criou o Boletim Focus para poder acompanhar as impressões do mercado brasileiro sobre a inflação. Além do IPCA, a autoridade monetária também monitora a expectativa do mercado financeiro brasileiro quanto à oscilação de outros indicadores de inflação.

 

IGP-DI

A expectativa dos economistas é de que o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), encerre o ano de 2017 em 4,34% – previsão 0,17% abaixo daquela divulgada na semana anterior (4,51%).

Para 2018, a previsão dos analistas consultados pelo BC para o IGP-DI é de crescimento de 4,61% – projeção 0,09% inferior àquela divulgada no relatório anterior (4,70%).

 

IGP-M

Para o acumulado de 2017, a expectativa dos analistas é de que o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), também divulgado pela FGV, cresça 4,52%. No relatório anterior, os especialistas consultados pelo BC estimavam um crescimento de 4,62% ao longo deste ano.

Para 2018, as instituições financeiras consultadas pelo BC estimam que o IGP-M crescerá 4,60%. Essa taxa é idêntica àquela projetada no último relatório (4,60%).

 

IPC-Fipe

O Índice de Preços ao Consumidor aferido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) encerrará 2017 em 4,28%, segundo os analistas financeiros consultados pelo BC para elaboração do Boletim Focus. Essa previsão é 0,18% inferior àquela divulgada na última semana (4,46%).

Com relação a 2018, o Boletim Focus aponta para um crescimento de 4,50% do IPC-Fipe – taxa percentual semelhante àquela divulgada na última semana (4,50%).

 

Preços Administrados

Com relação aos preços administrados pelo Governo Federal, ou seja, aqueles relacionados a insumos e serviços essenciais, os analistas consultados pelo BC estimam uma taxa de crescimento de 5,50% para 2017 – taxa de variação igual àquela projetada no último relatório (5,50%).

Para 2018, o Boletim Focus prevê uma alta de 4,65% nos preços administrados – taxa de oscilação 0,05% menor que aquela projetada na última semana (4,70%).

 

JL Torres

JL Torres é Sócio-Diretor da ADVFN Brasil. Além de ser um dos principais colaboradores do Jornal ADVFN, também é responsável pelas newsletters Mercado Diário e Semanário Bovespa

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.
 
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:32 V: D:20170628 10:39:40