Inflação medida pelo IPC-M desacelerou em março de 2017, acumulando alta de 4,34% nos últimos doze meses

LinkedIn

O Índice de Preços ao Consumidor – Mercado (IPC-M), que afere a evolução do poder de compra do consumidor brasileiro, fechou o terceiro mês do ano com 527,545 pontos, consolidando uma valorização mensal moderada de 0,38% na comparação com fevereiro, quando fechou o período de coleta de preços em 525,530 pontos.

Na comparação com fevereiro do ano anterior, o indicador acumula uma valorização anual de 4,34%. O IPC-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e os preços são coletados entre os dias 21 (vinte e um) do mês anterior e 20 (vinte) do mês atual.

No período compreendido entre 21 de fevereiro e 20 de março de 2017, três das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. Confira abaixo a tabela com a variação dos preços dos tipos de produtos aferidos pelo IPC no primeiro mês do ano.

Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPC-M 0,38 1,42 4,34
       Alimentação 0,40 0,88 3,78
       Habitação 0,84 1,39 2,60
       Vestuário 0,22 -0,31 2,35
       Saúde e Cuidados Pessoais 0,56 1,51 9,49
       Educação, Leitura e Recreação -0,29 4,35 7,54
       Transportes 0,15 1,68 3,24
       Despesas Diversas 0,76 1,83 7,77
       Comunicação -0,69 -0,04 2,17

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) é um índice referência para avaliação do poder de compra do consumidor brasileiro. Sua pesquisa de preços se desenvolve diariamente, cobrindo as sete principais capitais do país. Clique aqui e saiba mais sobre o desempenho do IPC-M em março de 2017.

Deixe um comentário