Natura encerra 1º trimestre com lucro líquido de R$ 188,974 mi

LinkedIn

A empresa de cosméticos Natura (BOV:NATU3) encerrou o primeiro trimestre de 2017 com lucro líquido consolidado de R$ 188,974 milhões, ante prejuízo de R$ 69,1 milhões apurado em igual intervalo do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado somou R$ 364,6 milhões entre janeiro e março, o que representa um crescimento de 68% ante o registrado no mesmo trimestre de 2016.

A margem Ebitda ficou em 21,1%, uma alta de 8,2 pontos porcentuais ante igual trimestre de 2016. A receita líquida consolidada totalizou R$ 1,728 bilhão no primeiro trimestre do ano, com expansão de 2,3% ante os primeiros três meses do ano passado. Os números, segundo a empresa, foram impactados por efeitos não recorrentes resultantes de reversões e constituição de provisões para contingência que afetaram o EBITDA e o lucro líquido.

Sem efeitos recorrentes

A empresa informa que, excluindo efeitos não recorrentes, o Ebitda seria de R$ 209,8 milhões no primeiro trimestre, montante 3,3% menor que o registrado em igual intervalo do ano passado. A variação, segundo a empresa, é explicada por impacto cambial no resultado da América Latina de R$ 17,3 milhões; intensificação nas ações de marketing, incentivos e capacitação da força de vendas; e aumento da carga tributária no Brasil, com impacto de R$ 12,2 milhões. Já o lucro líquido, sem os efeitos não recorrentes, seria de R$ 28,2 milhões.

As despesas financeiras líquidas, excluindo os efeitos não recorrentes, totalizaram R$ 101,4 milhões no primeiro trimestre, contra R$ 217,8 milhões de igual intervalo de 2016. Esta redução, explica a empresa, se deve a impactos que ocorreram em 2016 e que não se repetiram em 2017, como a marcação a mercado do hedge de dívidas em moeda estrangeira e o efeito da provisão para compra da participação minoritária da Aesop.

(Por Beth Moreira)

https://www.linkedin.com/company/moneytimes

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.