Bovespa: Índice de ações do setor de energia elétrica fecha em forte alta de +2,55% nesta sexta-feira, 19 de maio de 2017

Google+ LinkedIn

SÃO PAULO, 19 de maio de 2017 (ADVNEWS) – O Índice de ações do setor de energia elétrica da BM&FBovespa fechou o pregão desta sexta-feira cotado em 36.611,20 pontos – uma valorização de +2,55% em relação ao pregão anterior.

Lançado em Agosto de 1996, o IEE (Índice de Energia Elétrica) entrou para a história como o primeiro índice setorial da BM&FBovespa. Constituído pelas empresas de capital aberto mais significativas do setor de energia elétrica, o IEE tem como objetivo mensurar o desempenho das empresas deste segmento.

Ao longo do dia, a cotação do índice oscilou moderadamente, registrando uma diferença de 943,79 pontos entre os valores mínimo (36.000,29) e máximo (36.944,08) obtidos pelo indicador.

No total, 16.761 negócios envolvendo as ações que compõem a carteira de ativos do Índice de Energia Elétrica foram realizados durante o pregão, movimentando mais de 49.676.800 ações.

Com a valorização de hoje, o IEE acumula uma alta de – nos últimos doze meses. No ano, o índice acumula uma alta de +1,39%.

Desempenho das principais ações componentes do Índice de Energia Elétrica no pregão de 19 de maio de 2017

Um total de 5.655 negócios foram realizados envolvendo as ações da AES Tietê – uma das maiores companhias de geração e de distribuição de energia elétrica no mundo. Esses negócios envolveram a transação de 1.877.900 ações da empresa e a movimentação de R$ 23.973.271,40

* As ações da AES Tietê (BOV:TIET11) fecharam cotadas em R$ 12,70 – uma valorização de +2,01%.

Um total de 55.768 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias da CEMIG – companhia energética de Minas Gerais. Esses negócios envolveram a transação de 34.872.400 ações da empresa e a movimentação de R$ 519.319.780,80

* As ações ordinárias da CEMIG (BOV:CMIG3) fecharam cotadas em R$ 7,75 – uma valorização de +6,16%.

* As aações preferenciais da CEMIG (BOV:CMIG4) fecharam cotadas em R$ 7,32 – uma valorização de +4,42%

Um total de 18.782 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias da Eletrobras – empresa de energia eletrico controlada pelo governo brasileiro. Esses negócios envolveram a transação de 8.192.500 ações da empresa e a movimentação de R$ 242.842.085,00

* As ações ordinárias da Eletrobras (BOV:ELET3) fecharam cotadas em R$ 12,86 – uma valorização de +4,42%.

* As ações preferenciais da Eletrobras (BOV:ELET6) fecharam cotadas em R$ 16,30 – uma desvalorização de -0,61%.

Veja as cotações de fechamento da lista completa das ações que compõem o Índice de Energia Elétrica da BM&FBOVESPA

Principais destaques positivos e negativos do Mercado Bovespa no pregão de 19 de maio de 2017

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 72,33% (251) fecharam o pregão desta sexta-feira operando em alta. As maiores altas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Valorização de +16,67% da ação ordinária Btg Pactual UNT (BOV:BBTG12)
2) Valorização de +16,56% da ação ordinária Cremer (BOV:CREM3)
3) Valorização de +16,10% da ação preferencial Bombril (BOV:BOBR4)

Veja o ranking completo das maiores altas do Mercado Bovespa.

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 24,78% (86) fecharam o pregão desta sexta-feira operando em baixa. As maiores baixas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Desvalorização de -77,27% da ação ordinária Comgas DIR (BOV:CGAS11)
2) Desvalorização de -34,61% da ação ordinária Pão de Açúcar (CBD) (BOV:PCAR3)
3) Desvalorização de -17,15% da ação preferencial Tex Renaux (BOV:TXRX4)

Veja o ranking completo das maiores baixas do Mercado Bovespa.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Comentários

  1. Luiz Bueno de Godoy diz:

    apliquei na tiet11, há algum tempo, 2 anos aproximadamente, o preço estava em 16,00, após a aplicação só houve queda, a maior alta deixei de resgatar, foi quando atingiu R$ 18,18, e depois disso só houve queda, apesar do anuncio dado aqui, não percebi em visitas ao site que não houve aumento, mas só queda e ou manteve-se no mesmo patamar… qual a espectativa??

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.