Chine revê restrições à importação de carnes bovinas

Google+ LinkedIn

A crescente classe média chinesa está forçando o país a afrouxar as restrições de importações de carne bovina dos principais fornecedores. O produto agora é o que tem maior crescimento de consumo, superando as carnes suínas por causa do seu teor de gordura.

Como o custo para a criação de gado na China é elevado, a oferta não acompanhou a demanda, o que obrigou o governo a repensar suas restrições. O maior mercado de carnes do mundo havia suspendido a compra de produtos europeus e americanos nas últimas décadas por causa de surtos da doença vaca louca.

As preocupações diminuíram após as inspeções mais rigorosas. Assim, a China liberou a compra de carnes vindas dos Estados Unidos, África do Sul, Irlanda e Namíbia.

Fonte: Reuters 

Repórter da ADVFN, Ana Beatriz Bartolo é estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Interessado em política e economia, trabalha por um jornalismo ético que cumpra seu papel social.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.