Presidente da Whirlpool vê melhora da economia brasileira só após 2018

LinkedIn

O presidente da multinacional americana Whirlpool (BOV:WHRL4), dona das marcas Brastemp e Consul e líder no mercado de linha branca, João Carlos Brega, afirmou que a economia brasileira deve permanecer estagnada até o segundo semestre de 2018. “A gente sabe que a economia tocou o chão e vai andar de lado. O cenário parou de piorar, mas não vai melhorar até 2019”, afirmou o executivo.

No planejamento de 2014, a Whirlpool já previa um cenário recessivo profundo nos anos de 2015 e 2016, com estabilidade nos anos de 2017 e 2018. Por isso, a empresa cortou custos e reduziu em 20% seu número de funcionários para enfrentar um mercado menor.

O mercado de linha branca brasileiro tem hoje o mesmo tamanho de uma década atrás, em unidades vendidas. “Em termos de rentabilidade, a Whirlpool nunca esteve melhor. Mas, antes, dividíamos uma pizza grande, e agora temos uma pizza brotinho. A gente sai da mesa com fome”, afirmou o executivo ao participar de evento organizado pela revista “Exame”.

A Whirlpool é uma empresa mundial com vendas anuais de US$ 21 bilhões. No Brasil, tem três fábricas e quatro centros de tecnologia.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário