Ibovepa começa setembro com alta de 1,54%

LinkedIn

Para começar setembro, o índice da B3 fechou o dia em alta, chegando a ter passado dos 72.000 pontos ao longo do pregão, ao que não acontecia desde 2010. Os resultados positivos do PIB no segundo trimestre elevou a perspectiva de retomada da economia nacional.

Histórico

No primeiro dia de setembro, o Ibovespa fechou com 71.923,11 pontos, uma alta de 1,54%. Os destaques do dia ficam para a Petrobras (BOV:PETR3) que subiu 4,3%, a Gerdau PN (BOV:GGBR4que cresceu 6,1% e da CSN (BOV:CSNA3) que variou +6,21%.

Em agosto, depois de 23 pregões, o índice teve uma valorização de 7,46%, o terceiro mês seguido de ganhos, além de ser a maior alta percentual mensal desde outubro de 2016 (11,23%). Já foram 14 fechamentos positivos e nove negativos. Em julho, o indicador fechou com 65.920,36 pontos.

Em 2017, depois de 167, o Ibovespa acumulou 17,61%. Foram 85 pregões negativos contra 82 positivos. Ano passado, o índice terminou com 60.227,29 pontos.

Influência

Hoje foi divulgado um crescimento de 0,2% no PIB no segundo trimestre, motivado principalmente pelo aumento do consumo das famílias. Isso fez com que o mercado se animasse com a recuperação gradual, mas lenta, da economia nacional e criasse expectativas para 2018.

Ao mesmo tempo, no cenário externo, os Estados Unidos permanece com uma desaceleração mais forte do que a esperada, adiando ainda mais a volta do aumento dos juros americanos.

Além disso, dados sobre a indústria chinesa mostram um crescimento rápido nos últimos seis meses, o que impulsionou os contratos futuros do minério de ferro e aço na China.

Deixe um comentário