Ibovespa fecha em alta de 1,75% após aprovação da TLP

Google+ LinkedIn

Após encostar no pagar máximo histórico de maio de 2008, o Ibovespa fechou em alta. A aprovacão da TLP e das novas metas ficais incentivam os investidores a adotarem uma postura mais confiante da economia nacional.

Histórico

O indicador fechou com 73.412,41 pontos, uma valorização de 1,75%. Entre os destaques do dia, estão os papéis da JBS (BOV:JBSS) que valorizaram 1,3%, após terem despencado ontem. As ações da Petrobras ON (BOV:PETR3) (BOV:PETR3) subiram 4,4% e da Petrobras PN (BOV:PETR4) (BOV:PETR4também valorizaram 4,2%. A Estácio ON (BOV:ESTC3cresceu 5,9% e a Braskem (BOV:BRKM5valorizou 3,6%. Por outro lado, os papéis da Rumo (BOV:RAIL3caíram 3,9% hoje.

Depois de quatro fechamentos em setembro, o índice acumula 3,64% de alta. Este mês já foram quatro pregões positivos contra nenhum negativo. Agosto foi fechado com 70.835,05 pontos.

Em 2017, após 171 pregões, o Ibovesa acumulou 21,89%. Foram 86 pregões positivos contra 65 negativos. Em 2016, o índice fechou com 60.227,29 pontos.

Influências

As aprovações no Congresso das novas metas fiscais e da Taxa de Longo Prazo, que servirá como base para os juros dos empréstimos do BNDES, contribuíram favoravelmente para o fechamento em alta do Ibovespa. Isso fortaleceu a imagem do presidente Michel Temer, ainda mais diante da chance de anulação do acordo de delação premiada dos executivos da J&F. 

Os investidores também estão positivos com a desaceleração da inflação e a expectativa de corte de até 1 ponto na Taxa Selic hoje. Além disso, o pedido feito pelo Ministério da Fazenda ao Tribunal de Contas da União para que o governo abra mão do direito de veto, o Golden Share, sobre algumas empresas que serão privatizadas, favoreceu ainda mais o mercado hoje.

Repórter da ADVFN, Ana Beatriz Bartolo é estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Interessado em política e economia, trabalha por um jornalismo ético que cumpra seu papel social.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.