Dommo faz acordo para venda de 30% da participação no Bloco BS-4

LinkedIn

O Conselho de Administração da Dommo Energia (BOV:DMMO3) aprovou o Term Sheet vinculante (TS) entre a companhia e a Azibras Exploração de Petróleo e Gás, subsidiária do Grupo Seacrest, para a cessão de participação indivisa de 30% no Bloco BS-4. A informação consta em fato relevante enviado ao mercado nesta terça-feira à noite, 17.

“Conforme divulgado em oportunidades anteriores, a Dommo Energia vinha mantendo esforços para alienação total ou parcial de sua participação no Bloco BS-4, como forma de equalizar valores junto às demais sociedades que compõem o Consórcio BS-4, e como alternativa para reforço da posição de caixa da companhia e de sua estrutura de capital”, explicou a petroleira.

Formado pelos campos de Atlanta e Oliva e localizado na Bacia de Santos, o Bloco BS-4 dista em torno de 185 quilômetros da costa da cidade do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de aproximadamente 1.500 metros. Atualmente, a Dommo Energia detém participação de 40% no Bloco BS-4, em parceria com QGEP Participações (30%) e Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás (30%), as quais, em conjunto, formam o Consócio BS-4.

O Grupo Seacrest é um investidor de energia especializado em exploração e produção de petróleo e gás natural, com portfolio global de empresas regionais de exploração de petróleo e gás na América do Sul, Reino Unido, Noruega, África Ocidental, Irlanda e Sudeste Asiático.

A transação está sujeita ao cumprimento de todas as condições precedentes previstas no TS, dentre elas: a obtenção da aprovação pelos credores signatários; a aprovação prévia pelas demais sociedades que integram o Consócio BS-4; a aprovação da cessão pela Agência Nacional do Petróleo e celebração de Contrato de Farm-Out. O valor da transação compreende o pagamento dos cash calls em atraso acrescidos de valores relativos ao Capex até o 1º óleo totalizando aproximadamente US$ 33 milhões, além de pagamentos contingentes no montante de aproximadamente US$30 milhões.

Após concluída a transação a Dommo Energia permanecerá como detentora de 10% na concessão, o que, no entendimento da administração, representa participação mais adequada à estratégia e ao contexto da companhia.

Deixe um comentário