Investidor estrangeiro no Brasil só quer saber de 2019, diz Merrill Lynch

LinkedIn

Os investidores internacionais estão de olho em 2019, avalia o Bank of America Merrill Lynch após uma rodada de encontros em Washington nesta semana. Segundo os analistas David Hauner, Claudio Irigoyen, Claudio Piron e Helen Qiao, as preocupações parecem agora terem sido adiadas para o ano seguinte às eleições.

“A maioria dos investidores que encontramos permanece bastante otimista no Brasil, embora sem muita expectativa para a aprovação da reforma da Previdência neste ano. No entanto, algumas das sessões que realizamos trouxeram uma opinião mais positiva na probabilidade de alguma reforma ainda ocorrer este ano, contudo mais diluída”, explicam em um relatório enviado a clientes nesta segunda-feira (16).

Segundo banco, a nova administração do país terá que enfrentar dois desafios em 2019: o limite de gastos e a agenda de reformas. “As eleições presidenciais do próximo ano fizeram parte de uma discussão com um consultor político com investidores tentando entender os prováveis candidatos e cenários”, ressalta o relatório.

Sobre os juros, o banco ressalta que há um forte consenso de que o Banco Central irá reduzir a Selic abaixo de 7% devido ao cenário positivo para a inflação. “Além disso, a TLP é vista como um fator que direciona as taxas para baixo. Isso está em linha com a nossa visão de que os juros ainda oferecem valor até a barriga da curva”, conclui a análise.

Fonte: Money Times

Deixe um comentário