Notícias do Mercado - 23/10/2017

LinkedIn

Em Brasília, a expectativa da semana fica pela votação da denúncia contra o Temer no plenário da Câmara, na quarta-feira.  É esperado que o presidente consiga o número necessário de votos para dar sobrevida ao seu governo.

Na economia, neste mesmo dia da votação, teremos a divulgação da taxa Selic após reunião do Copom. O consenso é que haverá um corte de 75 basis, levando o indicador para 7,5% ao ano. Agora mais cedo o Banco Central divulgou mais um relatório Focus. A estimativa do IPCA para o final do ano já se encontra acima da banda inferior da meta para o indicador, que é de 3,0%. Os demais indicadores se mantiveram praticamente estáveis.

No exterior, os destaques da semana são a reunião do BCE, na quinta- feira, e as primeiras estimativas do PIB dos Estados Unidos na sexta-feira. No momento as bolsas europeias e futuros de índice de Nova York negociam em alta. No mercado de commodity, o petróleo opera estável e se sustenta na casa de 57 dólares o barril.

DESTAQUES CORPORATIVOS

  • JBS: Jeremiah O’Callaghan assume presidência do conselho
    • Valor: JBS faz acordo para reabrir frigoríficos em Mato Grosso do Sul
    • Folha: Marfrig avança no espaço aberto pela JBS
  • CSN: Mesmo sem vender ativos, cia. volta a negociar dívidas de R$ 10 bi com bancos: Estado
  • Dommo Energia: Barra notifica cia. de exercício de opção BS-4
  • Oi: Juiz decide adiar assembleia credores da cia. para 6/nov. em primeira convocação, e 27/nov. em segunda convocação
    • Estadão: Proposta da Oi para multas deve ser rejeitada
    • Valor: Governo separa multas da Anatel em plano para Oi
  • Petrobras assina protocolo com Ibama para converter multas em serviços ambientais:Globo
  • QGEP tem aval Cade à cessão de fatia em 2 blocos à ExxonMobil
  • Samarco usa acordo com União para pedir absolvição de crime ambiental: Folha
  • Vulcabras: Demanda por ações em “re-IPO” da cia. supera em duas vezes a oferta: Coluna do Broad

Deixe um comentário