Brasil exportou 183,5 bilhões de dólares para o exterior nos dez primeiros meses de 2017

LinkedIn

No acumulado janeiro-outubro de 2017, as exportações brasileiras apresentaram um valor de US$ 183,481 bilhões. Sobre 2016, as exportações registraram crescimento de 19,9%, pela média diária. Em períodos de doze meses, as exportações somaram US$ 215,638 bilhões. Sobre o período novembro/2015-outubro/2016, quando as exportações atingiram US$ 183,668 bilhões, houve aumento de 17,4%, pela média diária.

Avaliando as exportações brasileiras por cada fator agregado, no período acumulado entre janeiro e outubro de 2017, registraram crescimento em relação a igual período de 2016, os produtos: básicos (+28,2%, para US$ 86,794 bilhões), semimanufaturados (+15,0%, para US$ 26,295 bilhões) e manufaturados (+12,1%, para US$ 66,201 bilhões).

Com relação à exportação de produtos básicos, houve aumento de receita de: petróleo em bruto (+77,2%), minério de ferro (+57,0%), minério de cobre (+32,1%), soja em grão (+26,7%), carne suína (+14,0%), carne bovina (+13,0%), carne de frango (+9,5%) e milho em grão (+2,5%).

Dentro dos semimanufaturados, os maiores aumentos ocorreram nas vendas de: semimanufaturados de ferro/aço (+55,6%), ferro fundido (+47,2%), madeira serrada (+23,6%), açúcar em bruto (+19,3%), ferro-ligas (+17,7%), óleo de soja em bruto (+15,9%) e celulose (+13,6%).

No grupo dos manufaturados, ocorreu crescimento principalmente em: óleos combustíveis (+80,6%), tratores (+58,3%), máquinas p/terraplanagem (+54,1%), automóveis de passageiros (+52,7%), veículos de carga (+39,8%), laminados planos (+36,3%), açúcar refinado (+24,2%), óxidos/hidróxidos de alumínio (+17,6%), autopeças (+17,1%), calçados (+13,3%), pneumáticos (+11,4%), motores p/veículos e partes (+9,8%), suco de laranja não congelado (+3,7%) e bombas e compressores (+0,2%).

Clique aqui para saber mais sobre as exportações brasileiras em Outubro de 2017.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.