Brasil exportou US$ 18,877 bilhões para o exterior em Outubro de 2017

LinkedIn

As exportações brasileiras somaram US$ 18,877 bilhões em outubro de 2017, valor 1,13% superior ao total de vendas ao exterior realizadas no mês anterior (US$ 18,666 bilhões) e 37,66% maior que a soma de vendas externas registradas em outubro de 2016 (US$ 13,713 bilhões).

Classificando as exportações por fator agregado obtêm-se os seguintes valores: básicos (US$ 8,468 bilhões), manufaturados (US$ 7,000 bilhões) e semimanufaturados (US$ 2,957 bilhões). Sobre o ano anterior, cresceram as exportações de básicos (+42,3%), semimanufaturados (+26,2%) e manufaturados (+21,0%).

No grupo dos básicos, quando comparado com outubro de 2016, cresceram as vendas principalmente de milho em grão (+287,2%, para US$ 774 milhões), soja em grão (+116,2%, para US$ 940 milhões), minério de ferro (+68,9%, para US$ 2,0 bilhões), minério de cobre (+46,1%, para US$ 217 milhões), algodão em bruto (+45,7%, para US$ 267 milhões), farelo de soja (+45,4%, para US$ 424 milhões), carne bovina (+34,1%, para US$ 503 milhões), carne de frango (+24,4%, para US$ 559 milhões), fumo em folhas (+14,9%, para US$ 315 milhões) e petróleo em bruto (+5,9%, para US$ 1,2 bilhão).

No grupo dos manufaturados, quando comparado com outubro de 2016, cresceram as vendas principalmente de motores e turbinas para aviação (de US$ 8 milhões para US$ 132 milhões), torneiras/válvulas (+186,5%, para US$ 138 milhões), laminados planos (+132,4, para US$ 232 milhões), máquinas p/terraplanagem (+127,5%, para US$ 250 milhões), tratores (+96,3%, para US$ 169 milhões), automóveis de passageiros (+59,9%, para US$ 590 milhões), pneumáticos (+40,8%, para US$ 120 milhões), veículos de carga (+35,4%, para US$ 252 milhões), motores p/ veículos e partes (+21,0%, para US$ 165 milhões), autopeças (+20,8%, para US$ 197 milhões), óxidos/hidróxidos de alumínio (+16,7%, para US$ 207 milhões), chassis com motor (+10,9%, para US$ 108 milhões), açúcar refinado (+5,0%, para US$ 168 milhões), motores e geradores elétricos (+4,7%, para US$ 111 milhões) e polímeros plásticos (+2,3%, para US$ 149 milhões).

No grupo dos semimanufaturados, quando comparado com outubro de 2016, aumentaram as vendas principalmente de óleo de soja em bruto (de US$ 8 milhões para US$ 88 milhões), catodos de cobre (+307,9%, para US$ 41 milhões), ferro fundido (+210,1%, para US$ 88 milhões), semimanufaturados de ferro/aço (+89,0%, para US$ 449 milhões), madeira serrada (+46,1%, para US$ 62 milhões), alumínio em bruto (+41,6%, para US$ 52 milhões), ferro ligas (+24,9%, para US$ 248 milhões), açúcar em bruto (+14,4%, para US$ 862 milhões), celulose (+12,2%, para US$ 538 milhões) e ouro em formas semimanufaturadas (+1,9%, para US$ 187 milhões).

Clique aqui para saber mais sobre as exportações brasileiras em Outubro de 2017.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.