Dólar volta a subir e encosta em R$ 3,30

Google+ LinkedIn

dólar fechou o dia em alta, enquanto o governo tenta ganhar apoio para aprovar uma Reforma da Previdência enxuta.

Histórico

A moeda subiu 0,55%, cotada a R$ 3,2973 para compra e R$ 3,2986 para venda.

Após 8 pregões do mês, a moeda valorizou 1,69%. Já se foram quatro fechamento positivo, contra quatro negativos. No último pregão de outubro, o dólar fechou cotado a R$ 3,2430 para compra e R$ 3,2438 para venda.

Em 2017, após 215 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 1,50%. São 103 pregões de alta contra 112 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

No cenário internacional, a instabilidade política na Grã-Bretanha movimentou os mercados diante da possibilidade de troca de liderança no parlamento. Segundo o jornal Sunday Times, 40 parlamentares do Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, assinaram uma carta de não confiança a premiê, reduzindo para apenas oito o número mínimo que ainda falta para exigir uma nova votação pelo cargo.

Já no Brasil, os investidores observam as movimentações do governo para a aprovação de uma Reforma da Previdência enxuta. Porém, com o feriado da Proclamação da República, não haverá grandes votações no Congresso esta semana.

Repórter da ADVFN, Ana Beatriz Bartolo é estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Interessada em política e economia, trabalha por um jornalismo ético que cumpra seu papel social. Contato: anab@advfn.com.br

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.