Petrobras: disputa de US$ 5 bi pelos gasodutos da companhia

LinkedIn

Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo, afirma que a disputa pelos gasodutos da Petrobras (BOV:PETR4), que ligam Macaé ao Nordeste, esquentou. O fundo australiano entrou na disputa contra o Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) e a canadense Brookfield (TSX:BAM.A) oferecendo US$ 5 bilhões pela malha.

Outras notícias importantes do dia:

• Relatório Focus do Banco Central: PIB deve crescer 0,73% em 2017, com inflação de 4,12% ao final do ano.

• A Petrobras vai reduzir os preços do diesel em 0,2% e elevará os da gasolina em 1,2%.

• A Recrusul decidiu aderir ao Programa Especial de Regularização Tributária, que permite pagamentos à vista, parcelamento de impostos tributários federais com descontos especiais e utilização de prejuízo fiscal para pagamento parcial dos tributos. A companhia não divulgou os efeitos monetários da decisão.

• A Cosan ajustou projeções e estima EBITDA entre R$ 4,75 e R$ 5,25 bilhões para 2017.

• A Renova recebeu uma proposta vinculante para aporte primário na companhia da canadense Brookfield, no valor de R$ 1,4 bilhão, ao preço de R$ 6,00 por unit. A oferta inclui earn-out de até R$ 1,00 por unit, relativo a qualquer valor recebido pela companhia decorrente de ajuste futuro no preço de venda do Complexo Eólico Alto Sertão II.

• A Biotoscana adquiriu o laboratório argentino Dosa por aproximadamente R$ 100 milhões.

• A B3 reduziu a previsão das despesas com depreciação e amortização e investimentos em cerca de 10% para 2017 com a postergação da entrada em operação de alguns projetos.

• A Log-In reestruturou sua dívida financeira de R$ 490 milhões com o Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

• A Cemig recebeu propostas não vinculantes relacionadas ao processo de desinvestimento, como resultado da primeira fase de acesso aos documentos e informações de subsidiárias da companhia. As propostas estão em análise interna para eventual seleção para a próxima fase, de diligência e visitas técnicas.

• A Restoque aprovou a realização de oferta pública de distribuição primária de até 4,98 milhões de ações. Estima-se que o preço por ação ficará entre R$ 38,50 e R$ 42,50.

• O Banrisul optou por descontinuar a divulgação de projeções sobre desempenho futuro com a possibilidade da realização de uma oferta pública pelo controlador do banco, o Estado do Rio Grande do Sul.

• A B3 registrou lucro consolidado de R$ 336,34 milhões no terceiro trimestre de 2017 (+14,9% em 12 meses).

• A Cesp reverteu ganhos e registrou prejuízo de R$ 185,83 milhões no terceiro trimestre de 2017.

• A Cosan registrou lucro consolidado de R$ 568,98 milhões no terceiro trimestre de 2017 (+38,4% em 12 meses).

• A Forjas Taurus não conseguiu reverter perdas e registrou prejuízo consolidado de R$ 18,48 milhões no terceiro trimestre deste ano.

• A Viver, em recuperação judicial, reverteu perdas e registrou lucro consolidado de R$ 18,31 milhões no terceiro trimestre de 2017.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 13-11-2017. Para receber esta newsletter gratuitamente todas as manhãs em seu email automaticamente, marque a opção “Boletim Noticiário Brasileiro” neste link: Relatórios Financeiros Gratuitos ADVFN

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.