Dólar recua levemente de olho na reforma tributária dos EUA

LinkedIn

dólar fechou o dia em queda, na expectativa da votação da Reforma Tributária dos Estados Unidos e a afetado pela intervenção do Banco Central Brasileiro no mercado.

Histórico

A moeda teve baixa de 0,04%, cotada a R$ 3,2959 para compra e R$ 3,2966 para venda.

Após 13 pregões no mês, a moeda valorizou 0,76%. Já se foram 7 pregões negativos, contra 6 positivos. No último pregão de novembro, o dólar fechou cotado a R$ 3,2708 para compra e R$ 3,2716 para venda.

Em 2017, após 239 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 1,44%. São 114 pregões de alta contra 125 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a votar a Reforma Tributária do país, com a votação no Senado podendo acontecer logo em seguida ou amanhã cedo. A expectativa é que o presidente Donald Trump sancione o texto antes do Natal.

“O corte de impostos norte-americano tem dado o norte para os negócios nos últimos dias. Mais do que a aprovação da proposta dos republicanos em si, o que os investidores querem sentir é a capacidade do presidente Donald Trump de levar seus projetos adiante”, destacou a Advanced Corretora em relatório.

No Brasil, o Banco Central (BC) anunciou ontem após o mercado fechar o leilão de até US$ 2 bilhões com compromisso de recompra. Esse é o terceiro leilão do tipo apenas em dezembro, feito para aumentar a liquidez nos mercados.

Até hoje de manhã, o BC vendeu 14 mil swaps cambiais tradicionais, para rolagem do vencimento de janeiro. Até agora, rolou o equivalente a US$ 9,1 bilhões dos US% 9,638 bilhões que vencem no mês que vem.

Deixe um comentário