Santander troca ação em carteira de dividendos

LinkedIn

O Santander realizou uma troca em sua carteira com o foco em empresas pagadoras de dividendos para dezembro, mostra um relatório enviado a clientes.

Segundo o documento, assinado pelo estrategista de pessoa física Ricardo Peretti, os papéis da Smiles (SMLE3) deixaram o portfólio para abrir espaço aos papéis da Taesa (TAEE11).

Em novembro, a lista obteve um retorno negativo de 2,93%, enquanto o Ibovespa caiu 3,66%. Em 2017, o desempenho é positivo em 13,2% contra 20% do índice.

Mudanças

Para Firetti, a Smiles deixa a composição após a realização de um lucro de 18% desde a entrada na carteira em agosto, considerando a distribuição de dividendos.

“Apesar de continuarmos enxergando boas perspectivas futuras a Smiles tanto a curto quanto a médio prazo, acreditamos que a ação entrante no portfólio (TAESA) oferece uma melhor combinação de risco/retorno para os próximos meses, além de apresentar um dividend yield esperado para 2018 de 9,5%, acima dos 6,9% projetados para Smiles”, explica.

A Taesa, aponta o Santander, está bem posicionada para recuperar parte do desempenho fraco no ano (+10% vs. +19% do IBOV), visto que há um catalisador negativo a menos no radar dos investidores. Este evento, explica o banco, foi removido com a venda de ações detida pela Cemig no capital da empresa.  Após a operação, a participação da Cemig no capital social da TAESA passou de 31,54% para 21,68%, ainda dentro do bloco de controle da transmissora.

“Este movimento faz parte da readequação financeira que a Cemig está sendo submetida e vinha pressionando negativamente as ações da TAESA nos últimos meses, dado que a venda era vista como iminente pelo mercado”, avalia Firetti.

Fonte: Money Times

Deixe um comentário