Retaliação chinesa, mercado de trabalho americano e cenário político interno

LinkedIn

As bolsas globais dão início a mais uma liquidação, registrando fortes quedas nos mercados acionários do mundo inteiro. O principal catalisador da queda continua a ser o mesmo: tensões comerciais. Desta vez, a China retaliou os Estados Unidos anunciando tarifas recíprocas.

Mercados Globais

Mesmo que já esperadas pelo mercado, todos foram surpreendidos com o anuncio de tarifas sobre produtos mais sensíveis e importantes no comércio entre as duas potências, como foi o caso da soja, que deve ter uma tarifa adicional de 25%. Cerca de um quarto da soja cultivada em solo americano é exportada para a China, e o impacto de uma tarifa desta natureza não deve ser pequeno. Veja abaixo, o preço da soja:

Na agenda de indicadores da Europa, os dados foram mistos. A taxa de desemprego caiu para 8,5%, o seu menor nível desde o final de 2008, o que deve soar como algo bastante positivo para o Banco Central Europeu. No entanto, com o núcleo da inflação persistentemente baixo, o BCE deve manter sua política de estimulo por um longo período, em um momento em que há pressões dentro da Zona do Euro para que se dê início a normalização de política monetária.

Nos Estados Unidos, o destaque foi a variação de empregos ADP, que apresentou uma alta de 241.000 novos empregos em Março, acima da expectativa de 208.000 novos empregos. Os dados sugerem que o mercado de trabalho americano continua forte, mantendo uma forte criação de empregos após a alta de 246.000 em fevereiro.

Ainda na divulgação, os números indicam que houve um crescimento de 44.000 empregos no setor de serviços corporativos, onde há altos salários.

Apesar do ADP não ser um indicador perfeito para sinalizar os dados do payroll, possui a fama de prévia da principal publicação para o mercado de trabalho americano. Ainda está previsto indicadores importantes da indústria americana, discurso de dirigentes do Fed e os estoques de petróleo nos EUA.

Brasil

No Brasil, além do cenário externo pesado, a bolsa sente ainda com a incerteza sobre o desfecho do habeas corpus do ex-presidente Lula. Os juros futuros continuam sua tendência de alta em meio ao clima político e o dólar tem alta de 0,34% enquanto o Ibovespa tem queda de 1,7%.

Na agenda econômica, o PMI serviços mostrou uma desaceleração moderada e derrubou o PMI Composto mesmo com uma aceleração do PMI industrial, devido à forte participação do setor de serviços na economia.

A tendência de queda na variação de empregos do setor de serviços continua, mas houve uma melhora nos novos pedidos que, junto com a confiança dos empresários, aponta para um futuro menos ruim no setor.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.