Semanário Bovespa: índice valoriza 0,52% cauteloso a cena interna e externa

LinkedIn

O Ibovespa valorizou 0,52% nesta semana, acompanhando a agenda interna. Já o cenário politico brasileiro foi caloroso. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve seu pedido de habeas corpus negado por 5X6 votos no Supremo Tribunal Federal (STF), no caso triplex do Guarujá, na quarta-feira (4).

Na noite do dia seguinte (5), o juiz federal Sergio Moro decretou a prisão do petista, estipulando para que ele comparecesse à Policia Federal até 17h de ontem (6). No entanto, o ex-presidente não se apresentou à PF, conforme decretou Moro.

Ontem, o indicador teve queda de 0,46%, cotado a 84.820,42 pontos.

Após 5 pregões em abril, o índice desvalorizou 0,64%. Houve 1 fechamento positivo contra 4 negativos. Em março, o indicador fechou com 85.365,56 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 65 pregões, o Ibovespa subiu 11,01%. Já foram 36 fechamentos positivos contra 29 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (02), o Ibovespa recuou 0,82%, cotado a84.666,44 pontos. No dia seguinte, ele diminuiu 0,05%, cotado a 84.623,46 pontos.

No meio da semana, o indicador reduziu 0,31%, cotado a 84.359,69 pontos.  Na quinta-feira (05),  a bolsa paulista subiu 1,01%, cotado a 85.209,66 pontos.

Ontem (6), o indicador teve queda de 0,46%, cotado a 84.820,42 pontos.

Deixe um comentário