Bovespa recua em dia de julgamento de habeas corpus de Lula

LinkedIn

O Ibovespa encerrou o pregão em queda nesta quarta-feira (4),  impactado pelo julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Histórico

O indicador teve queda de 0,31%, cotado a 84.359,69 pontos. Os papéis da Suzano (SUZB3ampliaram 4,22%, e os das Klabin (KLBN4avançaram 2,88%.

Após 3 pregoes em abril, o índice desvalorizou 1,18%. Não houve fechamento positivo apenas 3 negativos. Em março, o indicador fechou com 85.365,56 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 63 pregões, o Ibovespa subiu 10,41%. Já foram 35 fechamentos positivos contra 28 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Influências

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu o primeiro voto favorável a concessão do habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do triplex do Guarujá.

O primeiro a votar foi o ministro Edson Fachin, que rejeitou a concessão do habeas corpus do petista. O ministro abriu seu voto dizendo que o “habeas corpus de Lula não poderia servir para o STF revisar seu entendimento que autorizou a prisão a partir da condenação em segunda instância, enquanto for possível recorrer”. Até o momento desta postagem o placar era de 1X1.

Deixe um comentário