Itaú reduz projeção de crescimento deste ano para 1,3% e vê dólar a R$ 3,90 em dezembro

LinkedIn

O Departamento Econômico do Itaú Unibanco reduziu as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 1,7% para 1,3% em 2018 e de 2,5% para 2,0% em 2019, devido à persistente deterioração das condições financeiras.

O banco manteve a projeção de déficit primário do governo (despesas menos receitas, sem contar os juros da dívida) deste ano em 2,1% do PIB, mas piorou a de 2019 de 1,4% para 1,6% do PIB. O reequilíbrio fiscal continua dependente de reformas.

Também a projeção da taxa de câmbio subiu para R$ 3,90 no fim de 2018 e 2019 (ante 3,70 reais por dólar), refletindo maiores riscos internos e externos. Já as projeções de inflação subiram para 4,1% este ano e 4,2% em 2019, por conta da revisão nas projeções para a taxa de câmbio e reajuste acima do esperado na tarifa de energia elétrica da Eletropaulo.

Já com relação aos juros, apesar do ambiente mais incerto, as expectativas ancoradas e inflação baixa reforçam o cenário de estabilidade da taxa Selic até o fim do ano.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.