JBS avança com dólar alto e aposta de crescimento na operação dos EUA

LinkedIn

Investing.com – Favorecida em um cenário de valorização do dólar, as ações da JBS (BOV:JBSS3) são mais uma vez destaque positivo na bolsa paulista, liderando os ganhos do índice ao avançar 3,02% a R$ 9,22. Ontem, os papéis da companhia encerram com ganhos de 2,05%.

O crescimento da maior fabricante de produtos à base e proteína animal do mundo, nos Estados Unidos, tem sido fator de otimismo para os investidores. A JBS está ampliando seus investimentos para que sua marca se torne mais conhecida nas prateleiras americanas. A exemplo do que acontece no Brasil, as redes varejistas americanas estão diminuindo o número de unidades com açougues próprios. Com isso, as vendas de carne cruas empacotadas e com marca é uma tendência.

Outro fator positivo para JBS nos EUA é aumento da demanda por carne bovina em conjunto com a oferta de bois. Tudo isso como reflexo do bom momento da economia americana. No balanço do segundo trimestre, divulgado na semana, a JBS reportou que a divisão americana de bovinos teve recorde de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 570 milhões, alta de mais de 75% em relação a igual período de 2017.

Dessa forma, é nos EUA que a JBS encontra recursos para superar os momentos vividos desde o início da Operação Carne Fraca e também o escândalo envolvendo a família Batista e o governo do presidente Michel Temer. O grupo J&F já fechou acordo de leniência no Brasil, que está sob revisão neste momento. Nos Estados Unidos, ainda negocia um acordo com o Departamento de Justiça.

No Brasil, a JBS iniciou a criação de marcas para a carne bovina há cinco anos, movimento que começou com a Friboi e hoje conta com Maturatta e Do Chef. Nos EUA, a empresa tem marcas de carne de boi como 5 Star, 1855 e outras, mas nada comparado à relevância da marca Friboi no Brasil.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.