Bom dia, Investidor! 05 de outubro de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market 

De hoje até domingo, os investidores estarão atentos a quatro quesitos: o nível de rejeição dos dois primeiros colocados na corrida presidencial; o potencial de crescimento de Ciro Gomes; o comportamento do voto útil entre os eleitores da direita e a possibilidade de um segundo turno entre PSL e PT.

Os números do Datafolha de ontem respondem a algumas dessas questões. Bolsonaro continua sendo o candidato mais rejeitado, com 45% do eleitorado afirmando que não votaria nele de jeito nenhum, estável em relação aos números de terça-feira. Colado à ele está Fernando Haddad, que é rejeitado por 40% dos eleitores, de 41% dois dias antes.

Em relação a Ciro, o candidato manteve os 11% e está tecnicamente empatado com Geraldo Alckmin, que oscilou de 9% para 8%. Mais atrás, Marina Silva seguiu com 4%, enquanto na vice-liderança, Haddad oscilou em alta, de 21% para 22%. Os votos brancos, nulos e dos indecisos passaram de 8% para 6%. Desconsiderando-se esses votos, Haddad tem 25%.

Já nas simulações de segundo turno, o candidato do PT está tecnicamente empatado com Bolsonaro, que manteve os 44%, enquanto Haddad oscilou para cima, de 42% para 43%. Por fim, a polarização da disputa reflete a convicção dos eleitores, com 86% afirmando-se ser bolsonarista e 83% dos pró-Haddad dizendo estar certos do voto.

Com isso, o Datafolha não deve refrear o otimismo dos investidores, como fez o Ibope ontem. Afinal, se as eleições presidenciais forem resolvidas já no dia 7, os ativos brasileiros terão um forte rali na próxima segunda-feira, com valorização da Bolsa e do real e retirada do prêmio de risco embutido nos juros.

Por: Olívia Bulla

Destaques corporativos 

Taesa (TAEE11): A Taesa comunicou aos seus acionistas e ao mercado na noite desta quinta-feira (4), que notificou a Eletrobras para exercer o seu direito de preferência sobre as SPEs pertencentes ao lote M. O lote foi a leilão no último dia 27 na B3.

CCR (CCRO3): A CCR e a RodoNorte afirmaram desconhecer os termos do decreto do governo paranaense que pretende decretar a intervenção na RodoNorte.

Qgep (QGEP3): Em comunicado, a Qgep divulgou a produção do terceiro trimestre de 2018. Segundo a empresa, a produção total no 3T18 foi de 1.718 mil barris de óleo equivalente (boe), ou produção média diária de 18,7 mil boe.

CVC (CVCB3): A CVC divulgou na noite desta quinta-feira (4), dados de alguns dos principais indicadores operacionais referentes ao terceiro trimestre de 2018. As reservas confirmadas da CVC Corp totalizaram R$ 3.480,6 milhões no 3T18. As vendas nas mesmas lojas apresentaram crescimento de 5,3% no 3T18 e 6,0% nos primeiros nove meses de 2018, número maior do que a inflação observada no período.

Gol (GOLL4): A companhia aérea Gol registrou queda de 0,5% na demanda por seus voos domésticos em setembro ante o mesmo período do ano passado, enquanto a oferta avançou 2,4% na mesma comparação, disse a companhia aérea nesta sexta-feira.

Azul (AZUL4): A Azul informou nesta sexta-feira (5), que a demanda por voos domésticos subiu 11,7% em setembro quando comparado ao mesmo período do ano anterior. A oferta de voos nacionais subiu 10,6% na mesma base de comparação.

Recomendação de ativos 

CVC (CVCB3): Apesar da alta volatilidade no câmbio, a equipe de análise do BTG Pactual reiterou a recomendação de compra para o papel da CVC.

Notícias 

IPCA: Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, ficou em 0,48% em setembro, após ter registrado deflação de 0,09% em agosto.

Dólar: O dólar opera em queda nesta sexta-feira (5), no patamar de R$ 3,85, após fechar em R$ 3,89 no dia anterior e repercutindo as últimas pesquisas eleitorais. Às 9h18, a moeda norte-americana caía 1,01%, vendida a R$ 3,8550.

Eleições 2018: Pelo calendário eleitoral, hoje (5), dois dias antes da eleição, é o último dia para a divulgação de propaganda eleitoral paga na imprensa escrita e reprodução na internet e jornal impresso. A regra está prevista no artigo 43 da Lei 9.504/1997. Amanhã (6), véspera do pleito, é o último dia para a propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som, feita das 8 às 22 horas.

Agenda econômica

CapturadeTela2018-10-05às09.28.05

Deixe um comentário