Concentração de balanços e recuperação global

Google+ LinkedIn

Desaceleração do IGP-M teve forte influência da variação nos preços do mercado atacadista. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) teve uma variação de 0,89% em outubro, após variação de 1,52% em setembro. A taxa acumulada do índice ficou em 9,25% (no ano) e 10,79% (em 12 meses). O componente IPA, que representa a variação de preços no mercado atacadista, recuou de 2,19% para 1,11% no mês. O componente teve o maior impacto na queda do IGP-M, devido a depreciação nos preços de produtos industriais e agrícolas. Entre as maiores influências negativas, destacamos o milho (em grão), que passou de variação mensal de 5,74% para -5,47% e o minério de ferro, registrando variação de 10,49% para -0,85%.

Atividade econômica

PNAD Contínua veio em linha com as expectativas do mercado. A taxa de desemprego (11,9%) registrou variação negativa de 0,6 ponto percentual no trimestre móvel de julho a setembro de 2018, na comparação com o trimestre anterior. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a queda foi de -0,5 ponto percentual. O rendimento médio real mostrou estabilidade, em R$2.222.

Mercados acionários

Mercados acionários internacionais ensaiam um dia de negócios positivo. Donald Trump impulsionou os mercados ao dizer que fará um bom acordo com a China. A frase “Great Deal” ofuscou o lado negativo das falas recentes do presidente, que também disse que pode anunciar adicionalmente bilhões em tarifas sobre produtos chineses caso o acordo não seja realizado entre Estados Unidos e China.

Mediante a uma série de eventos isolados, o mercado de divisas tem variadas reações. O Dólar sobe em relação ao Iene e em relação aos seus principais pares de moedas de países desenvolvidos. No Brasil, o dólar registra queda de 0,1%, e a taxa de câmbio oscila em reflexo da cautela após uma forte queda “inesperada”. Ainda no cenário doméstico, a bolsa sinaliza uma recuperação, com suporte do exterior e dos juros — mantendo uma trajetória de queda, no primeiro dia de reunião do Copom.

Expectativas dos agentes

O dia é de concentração pesada de balanços relativos ao terceiro trimestre. Empresas importantes no mundo inteiro — Facebook, Coca-Cola, Mastercard, General Eletric, Pfizer, eBay, Sony, BNP Paribas, BP, Embraer, Itaú, Cielo, etc. — divulgaram os seus números entre ontem a noite e hoje pela manhã; ou divulgarão ao longo do dia.

No Brasil, atenção também ao presidente Jair Bolsonaro, que se reunirá com Paulo Guedes para formação da equipe econômica, no Rio de Janeiro.

Economista pela FEA-USP, mestre pela EESP-FGV, CNPI, tem 30 anos de experiência no mercado financeiro, tendo passado por diversas instituições financeiras, tanto como gestor de investimentos como Economista e Analista. Hoje é economista e analista da NOVA FUTURA CTVM.
http://pepasilveira.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.