Ata do Copom; mercados tentam recuperação

LinkedIn

Atividade econômica

Ata do Copom reforça o consenso do mercado para a taxa Selic. A ata da 219° reunião do Copom não trouxe novidades aos comunicados recentes do Banco Central do Brasil, indicando que “Diversas medidas de inflação subjacente se encontram em níveis apropriados   ou confortáveis, inclusive os componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária.”. A ata reforça a expectativa do mercado de manutenção da Selic em 6,5%a.a..

Mercados acionários

Os índices futuros norte-americanos sinalizam uma abertura de alta, na tentativa de recuperação após o deslize de ontem. Sem qualquer renovação no conjunto de riscos, os agentes econômicos ainda permanecem em hold, cautelosos com o aperto monetário do Fed e suas implicações na atividade econômica global.

Vale notar que hoje será iniciado o primeiro dia de reunião do Fed. O dólar registra um novo dia de desvalorização em relação aos seus principais pares no mercado internacional. O índice para o dólar cai 0,37%; o euro sobe 0,36% e é cotado a US$ 1,138. A taxa de rendimento da T-note de 10 anos continua renovar quedas, atingindo patamar de 2,83%.

As bolsas europeias negociam sem uma tendência única. Na Ásia, os mercados acionários registraram quedas fortes. O presidente chinês, Xi Jiping, participou do evento de celebração de 40 anos de reformas e de abertura da China; sem qualquer comentário de estímulo à economia em seu discurso, as bolsas asiáticas cederam ao pessimismo global. No Brasil, o índice Bovespa se alinha aos índices futuros dos EUA. A sequência de quedas no petróleo limita a alta do índice ao passo que as ações da Petrobrás são pressionadas negativamente.

Expectativas dos agentes

Há poucos indicadores econômicos relevantes na agenda de hoje; destaque será os dados para o setor de construção norte-americano. A agência internacional de energia dos EUA divulgará suas estimativas para os estoques de petróleo. No Brasil, o plenário do Congresso pode votar Orçamento de 2019. Nos EUA, como mencionado, o Fed terá seu primeiro dia de reunião de política monetária. Atenção também ao discurso do presidente Xi Jiping, que participará da Conferência de Trabalho Econômico Central na China.

Deixe um comentário