B3 veta ida da Gol ao Novo Mercado e empresa pode buscar capital externo; ação sobe 7,5%

LinkedIn

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes (BOV:GOLL4) informou ontem que a Comissão de Listagem da Câmara Consultiva de Emissores e Estruturadores de Ofertas da bolsa B3 decidiu pela inadmissibilidade da migração da empresa para o Novo Mercado, conforme a proposta de reorganização divulgada no Fato Relevante de 14.10.2018 da companhia.

A empresa deu a entender que pode agora buscar capital externo, ao citar a medida provisória do governo que autorizou na quinta-feira que empresas internacionais tenham até 100% do capital de companhias aéreas brasileiras. A ida ao Novo Mercado seria uma forma de facilitar a captação de recursos pela Gol para financiar a compra da subsidiária de milhagem Smiles.

A notícia fez a ação da Gol subir 7,5% na B3 nesta manhã, enquanto o Índice Bovespa subia 0,37%.

Segundo a Gol, “em razão da decisão,  bem como das novas oportunidades de estruturação do setor aéreo no Brasil, autorizadas pela Medida Provisória nº 863, publicada na última quinta-feira, que eliminou todas as restrições à participação de estrangeiros no capital votante das empresas aéreas brasileiras” a empresa está avaliando as opções para a incorporação da controlada Smiles Fidelidade.

As avaliações incluem o novo cenário do setor aéreo brasileiro que, na opinião da administração da companhia, potencializa a criação de valor aos acionistas da companhia, ao autorizar o controle não brasileiro da empresa. Incluem também outras estruturas presentes na bolsa de valores brasileira.

A Gol confirma sua intenção de, assim que concluída a análise, dar seguimento aos procedimentos visando a incorporação e, por seguinte, à negociação dos seus termos e condições com o Comitê Independente da Smiles.

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.