Mercados aguardam payroll

LinkedIn

Atividade econômica

Indicadores de preço mostram deflação em novembro. Os indicadores de preço que foram divulgados pela manhã (IPCA e IGP-DI) vieram abaixo do consenso do mercado, mostrando deflação no mês de novembro. O IPCA apresentou variação mensal de -0,21% e o IGP-DI, -1,14%. Os resultados aliviaram a curva de juros, e indicam uma manutenção da Selic.

Mercados acionários

Os mercados acionários internacionais operam sem tendência única. Os agentes permanecem em hold enquanto aguardam ao Payroll, que será divulgado às 11h30. Ontem, o ADP apresentou uma variação de empregos aquém do esperado no setor privado, reflexo de mudanças climáticas. O consenso para o Payroll é de uma criação de 200.000 empregos, mostrando uma criação de empregos sólida e potencialmente um forte impacto do varejo.

Os índices futuros norte-americanos continuam recuando, exceto pelo Nasdaq. A T-note 10 anos dos Estados Unidos mostra estabilidade após derreter de 3,03% para 2,88% em poucos dias. A tendência internacional dos juros é de baixa, enquanto isso, o dólar mostra estabilidade antes dos dados para o mercado de trabalho americano.

O mercado acionário local segue com queda na abertura, já acumulando desvalorização de 1% neste mês de dezembro. Os preços do petróleo tentam evitar nova sequência de queda após reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). O cartel decidiu cortar a produção de petróleo bruto, no entanto, nenhum número oficial foi divulgado; o que não tranquilizou os investidores, que não creem em um corte de produção expressivo o suficiente.

Expectativas dos agentes

A agenda econômica do dia é bastante agitada. Além do número de postos de trabalho criados, taxa de desemprego e salário médio por hora trabalhada (todos às 11h30), o mercado será contemplado com os dados da Universidade de Michigan para sentimento do consumidor. Ademais, o mercado de petróleo se atentará à contagem de poços e plataformas de petróleo e gás às 16h00.

Deixe um comentário