IPP acumula alta de 7,99% nos últimos 12 meses

LinkedIn

No primeiro mês de 2019, o Índice de Preços ao Produtor (IPP), indicador inflacionário que afere os preços praticados pelas indústrias extrativas e de transformação no país, registrou alta de 7,99% no acumulado dos últimos doze meses. Essa oscilação foi 1,65% menor que a taxa anual positiva de 9,64% (dado revisado) registrada em dezembro de 2018. Em janeiro de 2018, o índice registrou crescimento de 4,33% dos preços nos últimos 12 meses.

Ao considerar apenas a indústria extrativa, houve queda mensal de 8,98% em janeiro, , enquanto o setor de transformação caiu 0,67%.

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) das Indústrias Extrativas e de Transformação mede a evolução dos preços de produtos na porta de fábrica, sem impostos e fretes, e abrange informações por grandes categorias econômicas, ou seja, bens de capital, bens intermediários e bens de consumo (duráveis e semiduráveis e não duráveis). Clique aqui para saber mais detalhes sobre a performance do IPP em janeiro de 2019.

Grupos de Atividades

No primeiro mês de 2019, na comparação com o mês anterior, 11 das 24 atividades apresentaram variações mensais positivas de preços, contra 11 registradas no mês anterior. As quatro maiores variações observadas em janeiro/2019 se deram entre os produtos compreendidos nas seguintes atividades industriais: indústrias extrativas (-8,98%), outros produtos químicos (-3,43%), fumo (-2,77%) e madeira (-2,52%).

Em termos de influência, na comparação entre janeiro/2019 e dezembro/2018 (-1,05%), sobressaíram indústrias extrativas (-0,40 pontos percentuais), outros produtos químicos (-0,36 pontos percentuais), alimentos (-0,24 pontos percentuais) e metalurgia (-0,17 pontos percentuais).

Seções e Atividades de Indústria jan/19 dez/18 nov/18 out/18 set/18 ago/18 jul/18
Indústria Geral 7,99 9,64 11,85 15,30 18,17 16,54 15,89
   Indústrias Extrativas 13,82 26,58 44,11 40,19 56,90 58,61 65,79
   Indústrias de Transformação 7,75 8,96 10,60 14,28 16,70 15,12 14,30
Seções e Atividades de Indústria jun/18 mai/18 abr/18 mar/18 fev/18 jan/18 dez/17
Indústria Geral 13,44 10,70 8,05 6,26 5,19 4,33 4,15
   Indústrias Extrativas 59,02 40,39 23,91 20,23 19,16 10,65 11,54
   Indústrias de Transformação 11,98 9,68 7,44 5,73 4,68 4,08 3,87

Grandes Categorias Econômicas

Na taxa anual, a variação de preços da indústria alcançou, em janeiro, 7,99%, com as seguintes variações: bens de capital, 10,43% (0,89 pontos percentuais); bens intermediários, 10,30% (5,89 pontos percentuais); e bens de consumo, 3,53% (1,21 pontos percentuais), sendo que a influência de bens de consumo duráveis foi de 0,47 pontos percentuais e a de bens de consumo semiduráveis e não duráveis de 0,74 pontos percentuais.

Grandes Categorias Econômicas jan/19 dez/18 nov/18 out/18 set/18 ago/18 jul/18
Indústria Geral 7,99 9,64 11,85 15,30 18,17 16,54 15,89
   Bens de Capital (BK) 10,43 10,99 10,43 11,04 14,69 12,10 10,42
   Bens Intermediários (BI) 10,30 13,09 17,13 21,77 26,04 24,24 22,86
   Bens de Consumo (BC) 3,53 3,64 3,57 5,87 6,56 5,62 6,28
      Bens Duráveis (BCD) 5,68 6,06 5,86 6,06 5,27 4,89 4,02
      Bens Semiduráveis e Não Duráveis (BCND) 2,84 2,88 2,85 5,81 6,96 5,85 7,00
Grandes Categorias Econômicas jun/18 mai/18 abr/18 mar/18 fev/18 jan/18 dez/17
Indústria Geral 13,44 10,70 8,05 6,26 5,19 4,33 4,15
   Bens de Capital (BK) 8,04 7,99 7,15 5,28 5,34 4,71 4,22
   Bens Intermediários (BI) 19,70 15,92 11,79 8,97 7,59 6,37 6,46
   Bens de Consumo (BC) 4,91 3,11 2,33 2,16 1,35 1,00 0,54
      Bens Duráveis (BCD) 3,74 3,35 4,48 4,79 5,02 4,95 4,36
      Bens Semiduráveis e Não Duráveis (BCND) 5,28 3,04 1,66 1,34 0,23 -0,19 -0,61

Deixe um comentário