Ethereum tem o dobro de desenvolvedores core que Bitcoin

LinkedIn

(Cointelegraph) – O Ethereum (COIN:ETHUSD) tem a maioria dos desenvolvedores trabalhando em seu protocolo-base de todas as criptomoedas, sem contar os desenvolvedores de projetos comunitários, de acordo com um relatório da empresa de gerenciamento de ativos cripto Electric Capital. O relatório foi publicado em um post no Medium em 7 de março.

De acordo com o post, a empresa descobriu mais de 20.000 repositórios de código e 16 milhões de commits para obter dados, o que revela que, em média, 216 desenvolvedores contribuem com código para os repositórios do ETH todos os meses. A empresa também especifica que esses dados “estão subestimando o número de desenvolvedores da Ethereum, já que não incluímos projetos ecossistêmicos como o Truffle”.

O Bitcoin (COIN:BTCUSD), a maior de todas as criptomoedas por capitalização de mercado, tem uma base de desenvolvedores saudável, com média de mais de 50 desenvolvedores por mês. O relatório especifica que esses dados não incluem projetos de ecossistema.

Um conjunto de dados ainda mais restritivo, que considera apenas as contribuições para o protocolo central, revela que:

O Ethereum é, de longe, o mais ativo, com 99 desenvolvedores mensais, em média.

O Bitcoin, por outro lado, tem uma média de 47 desenvolvedores de protocolos principais todo mês, tornando-se o segundo mais ativo.

Os dados também revelam que grandes plataformas como EOS (COIN:EOSUSD), Tron (COIN:TRXUSD) e Cardano (COIN:ADAUSD) têm, em média, mais de 25 desenvolvedores centrais de protocolos.

Outro ponto apresentado no relatório é que, embora o mercado tenha perdido cerca de 80% desde seu pico, os dados mostram que a base de desenvolvedores ativa mensal caiu apenas 4%. Além disso, de acordo com o relatório, o número de desenvolvedores trabalhando em repositórios públicos de moedas dobrou nos últimos dois anos.

De acordo com os dados globais da empresa, mais de 4.000 desenvolvedores por mês contribuem com códigos para mais de 2.800 moedas públicas. Como o estudo observa, esses dados não consideram projetos privados, ainda não lançados ou não relacionados a moedas, como a Rede Lightning.

O relatório também aponta que “muitos projetos que estão sendo abandonados pelos desenvolvedores são forks de moedas de rede de alto valor”. Por exemplo, o Dogecoin (COIN:DOGEUSD) não tem desenvolvedores há meses, enquanto a base de desenvolvedores do Litecoin (COIN:LTCUSD) também caiu de 40 desenvolvedores por mês para apenas três no último ano.

O relatório também observa que tanto o Bitcoin Diamond (COIN:BCDUSD) quanto o Bitcoin Gold (COIN:BTGUSD) tiveram contribuições de código de menos de cinco desenvolvedores desde outubro de 2018.

Como o Cointelegraph reportou recentemente, Vitalik Buterin, cofundador da Ethereum, afirmou que estava tentando resolver a limitada funcionalidade do Bitcoin com a criação do Ethereum.

Por outro lado, o CEO de Twitter e Square, Jack Dorsey, fez alusão a gastar US$ 10.000 por semana em Bitcoin durante um podcast recente.

Por Adrian Zmudzinski/Cointelegraph

 

Conheça a nova área de Criptomoedas da ADVFN: https://br.advfn.com/criptomoeda

Deixe um comentário