Bom dia, Investidor! 04 de junho de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Destaques corporativos

Braskem (BRKM5): O grupo holandês LyondellBassel desistiu de comprar a petroquímica Braskem. O fim das negociações ocorre por diversos fatores, mas o principal deles seria a insegurança jurídica por conta da situação financeira do grupo Odebrecht, que poderia entrar em recuperação judicial.

Via Varejo (VVAR3): Os acionistas da Via Varejo, controlada pelo GPA, aprovaram ontem a alteração do estatuto social da companhia, retirando a “poison pill”, que obrigava os interessados na aquisição da companhia – à venda desde o final de 2016 – a adquirirem 100% das ações numa eventual oferta.

Vale (VALE3): O Governo incluiu 141,7 milhões de debêntures emitidas pela Vale e detidas em programa de desestatização, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial. O BNDES será responsável pelo processo de execução e monitoramento da venda.

Light (LIGT3): A companhia de energia elétrica Light pretende reduzir de nove para seis o número de diretores da companhia, extinguindo os cargos de diretor de comunicação, diretor jurídico e diretor de desenvolvimento de negócios e relações com investidores. A votação em Assembleia Geral Extraordinária está prevista para hoje, às 11h00.

Minerva (BEEF3): O frigorífico Minerva informou ontem à noite em comunicado ao mercado que realiza exportações para a China somente por meio de sua unidade de Barretos (SP), que conta com capacidade diária de abate de 840 cabeças. “Entretanto, sua capacidade em atender a demanda chinesa através de sua subsidiária Athena Foods é 6,7 vezes maior, contando com 3 plantas de abate no Uruguai, com capacidade total de 3.200 cabeças/dia e a planta de Rosário na Argentina, a qual possui capacidade diária de abate de 2.400 cabeças”, ressaltou.

BRF (BRFS3): A empresa de alimentos BRF informou ontem à noite que concluiu hoje a venda para a Tyson Foods a totalidade de sua participação na Europa e na Tailândia. Os ativos em questão são unidades de processamento de alimentos e abate de aves, por um valor de US$ 377,042 milhões.

Carteira Recomendada

XP Investimentos:XP Investimentos divulgou a Top Picks, sua carteira semanal de análise gráfica, para a semana de 3 a 7 de maio. Para este período, foi trocado apenas uma ação, a do Banco Inter (BIDI4) foi retirada, entrando Odontoprev (ODPV3) no lugar. Confira!

BTG Pactual: O BTG Pactual divulgou nesta segunda-feira sua carteira recomendada para o mês de junho, realizando duas alterações, com as saídas de CVC (CVCB3) e IRB (IRBR3) para as entradas do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4e da Rumo (RAIL3). Confira!

Coinvalores: Coinvalores divulgou nesta segunda-feira a atualização de suas carteiras para junho, com a troca de um ativo, exclusão de outro e rebalanceamento de peso em outros três papéis do portfólio. Com isso, Banco do Brasil (BBAS3) deixa as recomendações, dando espaço para a entrada do Bradesco (BBDC4). Já a Suzano (SUZB3) foi excluída sem a entrada de outra companhia. Confira!

Clique aqui e confira todas as Carteiras Recomendadas do mês de junho

Notícias

Produção Industrial: A produção industrial brasileira registrou em abril uma alta de 0,3%, na comparação com o mês imediatamente anterior, segundo divulgou nesta terça-feira (4) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da alta, o avançou foi insuficiente para recuperar a perda de 1,4% de março. Nos 4 primeiros meses de 2019, o setor industrial passou a acumular uma queda de 2,7%, frente ao mesmo período de 2018.

Na comparação com abril do ano passado, a indústria registrou queda de 3,9%.

Trata-se do pior resultado para um mês de abril desde 2017, quando a indústria registrou alta de 0,2% ante março e queda de 4,5% ante o mesmo mês do ano anterior.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em agosto deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta terça-feira, 04, em baixa. A commodity iniciou o dia cotada a US$ 61,08, variando 0,32% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Minério de ferro: A sessão destra terça-feira na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian foi marcada pela leve valorização dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo encerrou com ganhos de 0,53% a 720,50 iuanes por tonelada.

Dólar

O dólar opera em queda nesta terça-feira (4), com investidores monitorando avanços ligados à reforma da Previdência e o cenário externo. Às 9h04, a moeda norte-americana caía 0,26%, vendida a R$ 3,8776. Na mínima, atingiu R$ 3,8726, e na máxima, R$ 3,8886. Na véspera, a divisa dos Estados Unidos encerrou o dia em baixa de 0,95%, vendida a R$ 3,8873. Foi a menor cotação desde 15 de abril, quando a moeda fechou a R$ 3,8686.

Agenda econômica

CapturadeTela2019-06-04às09.49.30

Deixe um comentário