Todos de olho no FED

LinkedIn

 

ÁSIA: A maioria das bolsas de valores asiáticas negociou em alta nesta quarta-feira, com o humor dos investidores cautelosamente aumentado por conta de um relatório do Wall Street Journal, citando pessoas próximas às negociações, informando que os negociadores comerciais dos EUA e da China estão “preparando as bases para o adiamento” das novas tarifas.

Os negociadores americanos também pediram às autoridades chinesas que se comprometam com as compras agrícolas antes de avançar com o acordo, acrescentou o relatório. Enquanto isso, a China quer que suas compras agrícolas sejam proporcionais à quantidade de tarifas que os EUA reverterão. Os EUA também estão pressionando por uma revisão trimestral das compras prometidas.

Ainda assim, o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse na terça-feira após a notícia do Journal de que as tarifas de 15 de dezembro ainda estão ”sobre a mesa”.

Na China continental, o composto de Xangai subiu 0,24%, enquanto composto de Shenzhen caiu 0,44%. O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,78%.

No Japão, o Nikkei caiu 0,08% enquanto o índice Topix caiu 0,34%. O Kospi da Coreia do Sul fechou 0,36% maior.

Enquanto isso, o S & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,68% para encerrar o dia de negociação em 6.752,60 pontos. Entre as mineradoras, BHP subiu 0,3%, Rio Tinto avançou 0,2%, enquanto Fortescue Metals recuou 0,2%.

O índice mais amplo da MSCI de ações da Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 0,51%.

EUROPA: As bolsas s europeias negociam em queda na quarta-feira, enquanto os investidores aguardam a decisão da taxa de juros do Federal Reserve dos EUA e monitoram a evolução das tarifas comerciais EUA-China antes do prazo de 15 de dezembro.

O pan-europeu Stoxx 600 cai 0,15%, com ações do setor de recursos básicos subindo, enquanto ações de varejo e telecomunicações caem.

Entre as mineradoras, Anglo American sobe 1,2%, Antofagasta sobe 0,4%, BHP sobe 0,7% e Rio Tinto opera em alta de 1,2%. As ações da Tullow Oil tenta recuperar após a queda de 70% de segunda-feira, subindo 3,8% no início da sessão de quarta-feira.

A pesquisa final do YouGov, observada de perto antes das eleições do Reino Unido que ocorre amanhã, mostrou que a corrida se intensificou consideravelmente nas últimas semanas, com o Partido Conservador do primeiro-ministro Boris Johnson agora menos seguro de conquistar a maioria absoluta de cadeiras no Parlamento. A libra esterlina cai contra o dólar com as notícias, pois os mercados trabalhavam com uma confortável vitória de Johnson.

Espera-se também que uma reunião do Banco Central Europeu na quinta-feira não produza surpresas.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA operam em queda na quarta-feira de manhã, enquanto os investidores esperam  notícias do Federal Reserve.

Os participantes do mercado parecem cautelosos em meio à incerteza na frente comercial EUA-China. Não há indicação clara de que ambos os países chegarão a um acordo que possa interromper ou reduzir o atual nível de tarifas. Os EUA devem impor novas tarifas sobre produtos chineses até domingo.

Enquanto isso, o Federal Reserve emitirá sua declaração de sua última decisão de política monetária às 15h00, na qual espera manter as taxas de juros estáveis após um relatório maravilhoso de empregos em novembro. Ainda assim, os investidores estão ansiosos para obter detalhes sobre as perspectivas da política monetária futura. O WSJ informou que a principal tarefa do presidente do Fed, Jerome Powell, será forjar consenso em direção de uma “reformulação mais ampla da estratégia das taxas do Fed”, pois ele encoraja o banco central a deixar a inflação ultrapassar sua meta anual de 2%. O presidente do Fed, Jerome Powell, fará uma entrevista às 15h30. Em sua reunião de outubro, o Fed decidiu reduzir a taxa de fundos do Fed para um intervalo de 1,5% a 1,75%.

Na frente de dados, haverá números de inflação às 9h30 da manhã e números do Orçamento Federal às 15h00.

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:

Dow: -0,15%

SP500: -0,10%

NASDAQ: -0,04%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário