Ações, exchanges e COVID-19: 5 fatores que podem influenciar o Bitcoin nesta semana

LinkedIn

O Bitcoin (BTC) está sentindo a pressão no início das negociações de uma nova semana – mas o que impulsionará o sentimento do mercado nos próximos dias?

O boletim informativo do Cointelegraph fornece cinco fatores que influenciam o preço do Bitcoin essa semana.

Ações despencam com medo da segunda onda do COVID-19

Os futuros do mercado de ações estão sofrendo antes do sino de abertura. O provável culpado é o coronavírus, mais uma vez – um novo conjunto de infecções na China levantou o medo de uma segunda onda já começar.

Os contratos futuros do Dow Jones perderam 800 pontos, ou 3,2%, no dia, enquanto o S&P 500 e Nasdaq caíram 3% e 2,3%, respectivamente.

O Bitcoin conseguiu reduzir a extensão em que seu preço é impactado por mudanças macro, mas como o Cointelegraph observou mais cedo, permanece alguma exposição.

Mais perdas provavelmente estenderão a pressão de venda em um BTC / USD já frágil. Na semana passada, um analista soou o alarme por causa de um evento de “queda” do mercado de ações ocorrendo nas próximas três semanas.

Bitcoin vs. S&P 500 1-year chart

Gráfico de 1 ano do Bitcoin vs. S&P 500. Fonte: Skew

Fluxos nas exchanges disparam após queda nos preços do Bitcoin

Um efeito indireto que fez o Bitcoin cair abaixo de US$ 9.000 pela primeira vez em duas semanas diz respeito às exchanges.

De acordo com dados do recurso de análise on-chain CryptoQuant, os ingressos para as principais exchanges subiram na segunda-feira, 15 de junho.

“As entradas nas exchanges aumentaram constantemente nas últimas horas e o $BTC caiu 5%. Continue assistindo”, a empresa aconselhou no Twitter ao publicar um gráfico acompanhando o fenômeno.

Exchange inflows 3-month chart showing latest spike

Gráfico de três meses mostrando o pico mais recente. Fonte: CQ.Live

Os traders que movem moedas para exchanges podem sinalizar um desejo de vender ou estar pronto para vender moedas em caso de perdas adicionais. Anteriormente, as reservas das exchanges atingiram seus níveis mais baixos desde o final do mercado de baixa do Bitcoin em dezembro de 2018.

Dificuldade vai aumentar 15%

À medida que a ação do preço diminui, os fundamentos da rede do Bitcoin permanecem no caminho para um aumento significativo.

De acordo com os dados do BTC.com, a dificuldade deve aumentar consideráveis 15% no próximo ajuste em um dia.

A reviravolta abrupta anularia o impacto dos dois ajustes anteriores, ambos negativos.

Há apenas uma semana, previa-se que o terceiro ajuste fosse mais próximo de zero ou até negativo mais uma vez, desencadeando um raro evento, de três reduções consecutivas, o último evento semelhante ocorreu em dezembro de 2018.

Dificuldade é uma expressão de quanto esforço é necessário para resolver as equações necessárias para verificar as transações de Bitcoin. A ferramenta é fundamental para garantir que o Bitcoin efetivamente “cuide de si mesmo” e não se torne instável ou menos “duro” como dinheiro devido a mudanças na participação dos mineradores.

Bitcoin 7-day average difficulty 6-month chart

Gráfico de dificuldade média de 7 dias do Bitcoin. Fonte: Blockchain

Abertura de pequeno gap futuro de Bitcoin

Assim como na semana passada, o BTC / USD evitou grande volatilidade no fim de semana – isso significa que uma grande “gap – lacuna” nos mercados futuros não teve a chance de aparecer.

As chamadas “lacunas” aparecem quando os futuros de Bitcoin terminam de ser negociados na sexta-feira a um preço diferente ao qual retomam na segunda-feira seguinte.

O Bitcoin tem uma tendência a preencher essas lacunas rapidamente assim que forem abertas – não importa se são US$ 100 ou mais perto de US$ 1.000.

Desta vez, no entanto, há pouco espaço de manobra, removendo a oportunidade de uma viagem a um determinado preço no curto prazo. Na sexta-feira, os futuros do CME Group chegaram a US$ 9.465, abrindo na segunda-feira a US$ 9.370.

CME Bitcoin futures 30-minute chart showing gap

Futuros de Bitcoin da CME, gráfico de 30 minutos mostrando gap. Fonte: TradingView

Análise quantitativa

Apesar do sentimento dos traders entrar no modo “medo”, de acordo com o popular Índice Crypto Fear & Greed, diminuir o zoom produz pouca preocupação para os analistas.

Mesmo depois de ter caído quase US$ 1.000, o BTC / USD ainda está exatamente no caminho certo, de acordo com o modelo de preço stock-to-flow.

Compartilhando sua última atualização nas mídias sociais  em 11 de junho, o criador, PlanB, mostrou que o comportamento do Bitcoin após o halving do mês passado estava alinhado com os halvings anteriores.

Bitcoin stock-to-flow chart

Gráfico do modelo stock-to-flow do Bitcoin. Fonte: PlanB/ Twitter

Se as tendências históricas continuarem se repetindo, o lado positivo deve acontecer, com o Bitcoin a caminho de atingir um preço de magnitude maior ao longo do seu próximo ciclo – nos próximos quatro anos.

Por William Suberg

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário