ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Pós-halving: veja as 5 criptomoedas que devem superar o desempenho do bitcoin

LinkedIn

Halving é o principal evento da rede bitcoin, e costuma trazer uma forte alta para as criptomoedas; veja quais comprar na visão do head de ativos digitais da Empiricus.

O tão aguardado halving do bitcoin ocorreu na noite da última sexta-feira (19). Na prática, isso significa que a recompensa por bloco minerado da principal criptomoeda do mercado caiu pela metade: de 6,25 BTC para 3,125 BTC.

Esse evento, que ocorre a cada vez que 210 mil blocos de bitcoin são minerados (aproximadamente de quatro em quatro anos), é fundamental para desinflacionar a moeda e gerar escassez.

Os ciclos pós-halving são marcados por grande valorização do bitcoin e ainda mais das chamadas altcoins.

As altcoins nada mais são do que criptomoedas alternativas ao bitcoin – ou seja, todas as outras do mercado.

É claro que nem todas as moedas sobem de maneira exorbitante. Só algumas delas são capazes de criar uma geração de milionários, como ocorreu nos últimos ciclos e já está acontecendo agora.

Dados da corretora de criptomoedas Kaiko Research mostraram em março que a forte performance do bitcoin criava aproximadamente 1.500 milionários por dia.

São pessoas comuns que capturaram a alta “pré-halving” do bitcoin para alcançarem o sonho do primeiro milhão com criptomoedas.

De 1º de janeiro de 2023 ao dia 18 de abril de 2024, o bitcoin entregou um retorno superior a 286%.

Desta maneira, quem investiu R$ 260 mil na principal criptomoeda do mercado no início de 2023 e segurou até agora, conseguiu o primeiro milhão em pouco mais de 1 ano e 4 meses.

É claro que boa parte da população não tem R$ 260 mil para investir em bitcoin…

Mas, segundo o head de ativos digitais da Empiricus Research, Valter Rebelo, é possível alcançar o primeiro milhão com criptomoedas investindo muito menos que isso.

Ele diz ter encontrado cinco criptomoedas menores que o bitcoin com potencial de transformar R$ 500 investidos em cada uma delas em até R$ 1 milhão.

Neste caso, o desempenho seria semelhante ao de outra altcoin recomendada pela equipe da Empiricus em 2021: a AXS.

Na ocasião, a criptomoeda foi capaz de transformar R$ 3.500 em R$ 1 milhão. Isso significa que:

  • R$ 1 mil reais viraram R$ 285 mil;
  • R$ 5 mil reais viraram R$ 1,42 milhão; e
  • R$ 10 mil reais viraram R$ 2,85 milhões.

QUERO CONHECER AS 5 MOEDAS CAPAZES DE TRANSFORMAR UM INVESTIMENTO DE R$ 2.500 EM ATÉ R$ 1 MILHÃO

Até onde vai o bitcoin neste ciclo?

Analistas consultados pelo site especializado em criptomoedas The Block  afirmaram que o bitcoin, principal criptoativo do mercado, deve alcançar US$ 150 mil no topo do ciclo.

“Continuamos esperando que o Bitcoin atinja um ciclo máximo de US$ 150 mil até 2025″, afirmaram Gautam Chugani e Makira Sapra, analistas da Bernstein.

Embora Valter Rebelo, da Empiricus, prefira não cravar um valor exato de até onde o bitcoin pode chegar, ele acredita que o valor estimado pelos analistas é totalmente possível.

Caso a previsão se confirme, o bitcoin teria margem para valorizar 136%, com base no valor da moeda enquanto esta matéria é escrita.

Como é possível observar, a valorização é muito menor do que a que já ocorreu nos últimos meses.

Mas enquanto isso, criptomoedas menores, historicamente, já entregaram valorizações de 10 mil vezes após o halving.

QUERO CONHECER AS 5 MOEDAS CAPAZES DE TRANSFORMAR UM INVESTIMENTO DE R$ 2.500 EM ATÉ R$ 1 MILHÃO

Por que as altcoins devem superar o desempenho do BTC?

Depois do halving que aconteceu em 2016, as criptomoedas menores valorizaram cerca de 136.000%. Ou seja, a média de todas elas, contando os acertos e erros, faria apenas R$ 750 virarem um milhão, enquanto quem investiu em Bitcoin recebeu ‘apenas’ R$ 60 mil.

Depois do halving mais recente, que aconteceu em 2020, o Bitcoin subiu ‘apenas’ 755%, enquanto as moedas menores subiram, na média, 17.555%. Cerca de 20 vezes mais.

As movimentações mais expressivas de moedas menores ocorrem, principalmente, por fatores relacionados ao valor de mercado e liquidez.

Isto é, em um momento ruim de mercado, as altcoins tendem a performar pior que o bitcoin. Por outro lado, em momentos de euforia, essas moedas costumam superar o desempenho do bitcoin.

Neste quesito, é possível traçar um paralelo com o mercado de ações. As empresas com maior valor de mercado e liquidez vão bem em um ciclo de queda de juros, mas, geralmente, são superadas pelas small caps – companhias de baixo market cap.

Portanto, embora o bitcoin deva continuar a maré positiva observada nos últimos meses, não é nele que estão as maiores histórias de multiplicação patrimonial.

QUERO CONHECER AS 5 MOEDAS CAPAZES DE TRANSFORMAR UM INVESTIMENTO DE R$ 2.500 EM ATÉ R$ 1 MILHÃO

Halving veio acompanhado de outros fatores que devem impulsionar mercado cripto

Como você leu até aqui, o halving não é o principal evento do bitcoin à toa. Ele, de fato, traz benefícios tanto para a rede da criptomoeda, gerando escassez programada, quanto para os investidores, que podem capturar grandes lucros ao longo do ciclo.

Mas, se o halving por si só é um criador de milionários, neste ano ele veio acompanhado de outros elementos poderosos que podem tornar o ciclo ainda mais abundante para os investidores:

  • a aprovação dos ETFs de bitcoin; e
  • a provável queda de juros nos EUA.

Os ETFs são fundos negociados em bolsa. Com a aprovação deles pela SEC (agência que regula o mercado de capitais norte-americano), bilhões de dólares estão sendo injetados na criptomoeda diariamente.

Isso acontece porque diversos investidores – inclusive os mais tradicionais – agora podem investir no bitcoin de maneira mais fácil e por meio de gestoras como a BlackRock, que lançou seu próprio ETF de bitcoin à vista.

Além disso, a aprovação pela SEC dá mais credibilidade e respaldo ao mercado cripto, que ainda era visto com desconfiança por investidores mais conservadores e menos arrojados.

Adicionalmente, a provável queda nos juros norte-americanos, prevista para 2024, dá uma injeção de liquidez aos ativos de risco, como é o caso das criptomoedas.

“Liquidez é o gatilho crucial e final para este bull market de 2024”, afirmou Rebelo.

Por isso, o momento de investir e buscar lucros no mercado cripto é agora. É hora de “apontar os canhões” para as criptomoedas certas neste momento, já que depois pode ser tarde demais para capturar as maiores valorizações.

QUERO CONHECER AS 5 MOEDAS CAPAZES DE TRANSFORMAR UM INVESTIMENTO DE R$ 2.500 EM ATÉ R$ 1 MILHÃO

Como o especialista encontrou as 5 criptomoedas?

Embora, na média, quase todas as altcoins subam após o halving, obviamente nem todas são capazes de entregar retornos exorbitantes.

Segundo o head de ativos digitais da Empiricus, alguns critérios foram utilizados para encontrar as cinco moedas com maior potencial do ciclo, na visão dele.

“Para superar o bitcoin, precisamos de três ingredientes: uma compreensão racional do ciclo, baseada em dados; uma compreensão das narrativas que terão mais atenção; e uma compreensão da qualidade do token do projeto, com base em fundamentos, isto é, utilidade, oferta e demanda.

Superar o desempenho do bitcoin não é uma novidade para o especialista e sua equipe.

Desde que foi criada, em outubro de 2017, a série da Empiricus Research voltada para criptomoedas, Exponencial Coins, já entregou uma valorização de 3.173%, cerca de 450% acima do retorno do bitcoin no período.

“Se continuarmos vendo uma expansão da liquidez global, em breve veremos uma altseason, período em que as altcoins entregam retornos fora da curva, potencializando nosso retorno acima do BTC, assim como vimos em meados de 2021. Estamos atentos e posicionados para esse momento”, afirmou Rebelo. 

É importante mencionar que retornos passados não são garantia de ganhos futuros, e o investimento em criptomoedas envolve riscos.

Mas, ao que parece, a tendência pode se confirmar novamente: em apenas 60 dias, uma dessas cinco criptomoedas recomendadas pela Empiricus já disparou 700% e multiplicou por 8 vezes o dinheiro de quem investiu nela em apenas 2 meses.

E esse é apenas o começo, afinal, é a partir do halving que as maiores altas começam a acontecer.

Lista liberada: veja as cinco criptomoedas com potencial milionário

Para alcançar a meta de criar uma nova geração de milionários, o especialista selecionou as cinco altcoins em que vê maior potencial para buscar R$ 1 milhão com investimento de apenas R$ 2.500 (R$ 500 em cada).

Os cinco ativos escolhidos atenderam os critérios de busca do especialista e passaram pelo filtro do departamento de ativos digitais da Empiricus Research, casa referência na área.

No entanto, uma coisa é certa: o timing é quase tudo na hora de investir em criptomoedas e separa retornos exorbitantes de ganhos comuns.

Por todos os fatores apresentados ao longo do texto, a hora de investir nas altcoins, em tese, é agora, já que nos próximos meses elas devem disparar. Ao menos, é o que a história nos mostra.

Depois que “o bonde passar”, dificilmente haverá outra oportunidade como esta, já que o halving veio acompanhado de outros fatores impulsionadores do mercado cripto.

A boa notícia é que você pode ter acesso ao nome das cinco criptomoedas descobertas por Valter Rebelo e que, na visão dele, podem transformar R$ 500 investidos em cada uma delas em R$ 1 milhão.

Para ter acesso à lista completa, basta clicar no botão abaixo e seguir as instruções.

LISTA: CINCO ALTCOINS RECOMENDADAS PARA BUSCAR ATÉ R$ 1 MILHÃO

Deixe um comentário