Volume do mercado spot continua sendo principal indicador de preço do Bitcoin

LinkedIn

Embora algumas atividades da rede possam estar em alta, o volume do mercado spot de Bitcoin continuou diminuindo no mês passado devido ao amortecimento da volatilidade.

A análise promovida pela Coinmetrics examinou a mudança no volume agregado nas seguintes exchanges: Binance, Binance.us, Bitfinex, Bitflyer, Bitstamp, Bittrex, Coinbase ‘FTX, Gemini, Huobi, itBit, Kraken, Kucoin, Okex, Poloniex e Upbit.

O volume de Bitcoin diminuiu nos últimos 30 dias, atingindo níveis não vistos desde a Black Thursday de meados de março que atingiu todos os mercados. Esse padrão se correlaciona com as faixas de volatilidade decrescentes que vem sendo observadas no início deste mês.

CapturadeTela2020-06-30às14.35.16

Os mesmos dados estão sendo estudados pela IntoTheBlock e mostram a mesma queda no volume de Bitcoins transacionados nos últimos meses, o que explica a luta do Bitcoin para manter a faixa dos US$ 9 mil.

CapturadeTela2020-06-30às14.35.42

O gráfico acima denota que há um fluxo de capital rumando para as carteiras e não para trade, explicando a queda de volume das exchanges.

Isso denota também que os hodlers estão esperando uma valorização maior do Bitcoin a médio-longo prazo.

Hodlers estão represando o mercado

Esse comportamento claro de hodling é fator de alta para o Bitcoin, reforçando a narrativa de que o BTC é uma reserva de valor.

Como vimos no passado, o hodling de longo prazo geralmente é seguido pelos mercados em alta. Isso mostra que os investidores acreditam predominantemente que, a preços atuais, vale a pena manter o BTC em vez de vendê-lo – sugerindo que o médio prazo favorece o aumento dos preços.

CapturadeTela2020-06-30às14.36.26

De acordo com outro estudo da Glassnode revelou que mais de 61% do Bitcoin em estoque não se moveu por mais de um ano, o que representa um novo recorde histórico.

Por Leandro França de Mello

Deixe um comentário