ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Momento Cripto: Tellor Tributes dispara 104% em maio, Marathon Digital ingressará no S&P SmallCap 600, e mais

LinkedIn

Recuperação e otimismo no mercado de Bitcoin apesar das flutuações

Após superar uma recente queda que levou o Bitcoin (COIN:BTCUSD) a valores abaixo de US$ 57.000, a criptomoeda se encontra em uma fase de recuperação e estabilidade, cotada a US$ 63.585 no momento desta análise, refletindo uma leve alta nas últimas 24 horas. Fernando Pereira, analista da Bitget, observa um sinal técnico promissor com o fechamento semanal do Bitcoin, sugerindo uma tendência de valorização futura. “O BTC apresentou um padrão de continuação de alta ao encerrar a semana, sinalizando que um possível recuo para US$ 56.000 poderia representar um ponto de suporte firme ou mesmo o fundo da recente queda”, explica Pereira.

No contexto de maio, o Bitcoin registrou um aumento de cerca de 10%, uma recuperação notável após a queda de mais de 16% observada em abril. A QCP Capital aponta um interesse crescente em opções de compra para setembro, com preços de exercício em US$ 75.000 e US$ 100.000, sendo as opções de US$ 110.000 particularmente populares na plataforma Deribit. Apesar desse otimismo no mercado de derivativos, a Bitfinex relata movimentações de grandes detentores (‘baleias’) de Bitcoin para as bolsas, o que pode sugerir uma potencial pressão vendedora no curto prazo.

Análises da CryptoQuant indicam uma redução significativa nos fluxos de Bitcoin para as exchanges, alcançando os menores níveis dos últimos dez anos. A entrada diária de Bitcoin nas principais plataformas diminuiu drasticamente desde o pico histórico. Nos meses de abril e maio de 2024, as exchanges registraram algumas das menores quantidades diárias de Bitcoin recebidas na década, com apenas 8.400 BTC em um único dia de abril. Esta tendência aponta para uma mudança no comportamento dos investidores, que estão retendo mais suas posições em Bitcoin, reduzindo a disponibilidade para vendas rápidas, apesar da volatilidade e do aumento do interesse institucional no ativo.

Influência dos Super PACs Criptográficos e perspectivas com Trump nas eleições dos EUA

Super PACs focados em criptomoedas acumularam US$ 102 milhões para apoiar candidatos pró-cripto nas eleições americanas. A maioria desses recursos provém de empresas como Coinbase Global (NASDAQ:COIN) e Ripple Labs (COIN:XRPUSD), além de importantes contribuições de executivos e investidores do ramo. Apesar de enfrentarem alguns desafios legais com a SEC, esses comitês têm impactado positivamente as primárias e visam ampliar seu alcance nas eleições gerais.

A reeleição de Donald Trump poderia beneficiar significativamente o setor de criptomoedas, com expectativas de regulamentações mais flexíveis e a provável aprovação de ETFs à vista nos Estados Unidos, favorecendo o Bitcoin (COIN:BTCUSD) como uma possível proteção econômica. Geoff Kendrick, analista financeiro, sugere que um ambiente fiscal mais desafiador nos EUA poderia intensificar a inclinação da curva do Tesouro e motivar uma maior retração de investimentos estrangeiros, com uma venda anual muito mais elevada no mandato de Trump do que no de Biden.

Marathon Digital entrará no Índice S&P SmallCap 600

A Marathon Digital Holdings (NASDAQ:MARA), líder em mineração de Bitcoin em termos de capitalização de mercado, será incluída no S&P SmallCap 600 a partir de 8 de maio, substituindo a Aaon Inc (NASDAQ:AAON). O preço das ações subiu 18% em 6 de maio em resposta à notícia. Com uma capitalização de mercado de cerca de US$ 5,5 bilhões, a Marathon é a principal mineradora de Bitcoin de capital aberto. Sua inclusão no índice pode impulsionar seu desempenho, após alta de 102% em 12 meses.

Monolith Management investe pesado em ETF de Bitcoin da BlackRock

A Monolith Management, cofundada por um ex-sócio da Sequoia China, declarou possuir mais de US$ 24 milhões no ETF de bitcoin à vista da BlackRock (NASDAQ:IBIT), conforme revelado em um documento à SEC. Este investimento representa a quinta maior posição do fundo de Hong Kong e supera em dobro o investimento na Meta Platforms (NASDAQ:META).

Fluxos de investimento criptográfico revelam tendências contraditórias

De acordo com o mais recente relatório semanal da CoinShares, os produtos de investimento em criptomoedas apontaram para a quarta semana consecutiva de saídas, com os ETFs dos EUA liderando a tendência. Cerca de US$ 251 milhões saíram do mercado, com os ETFs Bitcoin da Newborn Nine sendo os mais afetados. A queda nos preços abaixo dos US$ 62.200 desencadeou vendas automáticas. O ETF da Fidelity (AMEX:FBTC) liderou com saídas de US$ 131 milhões, seguido pelo ETF da Ark 21 Shares (AMEX:ARKB), que registou saídas no valor de 84 milhões de dólares. Enquanto isso, os ETFs Bitcoin e Ethereum de Hong Kong viram entradas de US$ 307 milhões durante a primeira semana de negociação.

SEC adverte sobre falta de divulgação em criptomoedas e prorroga prazo para decisão sobre ETF de Ether da Invesco Galaxy

Gary Gensler, presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, expressou preocupações sobre a falta de divulgação em investimentos criptográficos. Após alertas emitidos pela agência para diversas entidades cripto, incluindo a Robinhood Crypto, Gensler destacou que muitos tokens podem ser considerados títulos sob a lei dos EUA. Ele enfatizou que os investidores não estão recebendo as divulgações adequadas. A classificação do Ether (COIN:ETHUSD) como título ou mercadoria ainda está em discussão pela SEC. Refletindo esta cautela regulatória ampliada, a SEC estendeu o prazo para decidir sobre o ETF Ether à vista proposto pela Invesco Galaxy, marcando a nova data para 5 de julho. A SEC argumentou que o adiamento permitirá tempo adequado para analisar as questões levantadas pela proposta.

KBW analisa impacto regulatório na Robinhood após aviso da SEC

A Robinhood Markets (NASDAQ:HOOD) foi pega de surpresa com o aviso da SEC, considerando sua postura conservadora em relação às criptomoedas, observou a KBW. Embora a SEC possa processar, a KBW acredita que a Robinhood tem mais chances de prevalecer devido aos seus rigorosos padrões de listagem. A receita da empresa proveniente da negociação de criptomoedas é significativa, com o Ether (COIN:ETHUSD) representando uma parte substancial.

Tellor Tributes dispara mais de 100% em maio

Em maio, a Tellor Tributes (COIN:TRBUSD), uma rede oráculo descentralizada, registrou um crescimento impressionante, quase dobrando sua capitalização de mercado no início do mês. O valor de mercado da Tellor saltou de US$ 143,32 milhões em 30 de abril para US$ 290,3 milhões em 7 de maio. Este aumento está associado a um crescimento na atividade de baleias e crescente interesse dos investidores.

QANplatform lança testnet resistente a ataques quânticos com compatibilidade EVM

QANplatform anunciou a criação da primeira rede de teste blockchain do mundo resistente a ataques quânticos, compatível com a Máquina Virtual Ethereum (EVM), permitindo a criação de contratos inteligentes à prova de quantum. Esta inovação possibilita aos desenvolvedores a utilização de diversas linguagens de programação. Segundo Johann Polecsak, cofundador e CTO da QANplatform, esta é a primeira testnet EVM que combina alta segurança cibernética com a flexibilidade da tecnologia blockchain, destacando-se num momento em que a computação quântica ameaça a segurança cibernética global.

Lançamento de OMNIA Protocol pelo ChainGPT Pad para revolucionar a DeFi com avanços em RPC

ChainGPT, uma plataforma líder em infraestrutura Web3 baseada em IA, anunciou o lançamento exclusivo de seu projeto OMNIA Protocol através de um IDO em 9 de maio. OMNIA é um provedor RPC inovador que aborda problemas críticos em DeFi como descentralização e segurança. Utilizando o programa de incubação do ChainGPT Pad, o IDO visa promover o token OmniaVerse (COIN:OMNIAUST) e reforçar o ecossistema blockchain com uma interface que integra transações pendentes em tempo real, agregação de liquidez, e mais.

Fundação Starknet investe US$ 5 milhões em subsídios para impulsionar inovação na rede

A Fundação Starknet lançou o programa Seed Grants, destinando US$ 5 milhões em USDC para apoiar 200 equipes promissoras. Cada vencedor receberá US$ 25.000, visando impulsionar projetos na fase final de desenvolvimento na Starknet, uma solução de escalonamento de camada 2 Ethereum. O programa visa reduzir barreiras para desenvolvedores, promovendo inovação e expandindo o ecossistema Starknet, que atraiu mais de 22.400 desenvolvedores em dezembro de 2023.

Botanix Labs capta US$ 8,5 milhões para expandir rede Spiderchain

Botanix Labs arrecadou US$ 8,5 milhões para ampliar a Spiderchain, uma rede de camada 2 compatível com Ethereum, elevando o total captado para US$ 11,5 milhões. A testnet já registrou mais de 200.000 endereços ativos, com lançamento da mainnet previsto em breve.

Plataforma Web3 Galaxis levanta US$ 10 milhões com apoio de grandes nomes

Galaxis, uma plataforma Web3 em Cingapura, obteve US$ 10 milhões em financiamento, com investidores notáveis como Chainlink e Ethereum Name Services. A empresa, que já trabalhou com figuras como Steve Aoki e Val Kilmer, vendeu mais de 225.000 NFTs. Agora, está se preparando para lançar seu token nativo GALAXIS, visando impulsionar seu ecossistema e explorar o potencial da tecnologia NFT além do hype inicial.

QCP Capital recebe aprovação regulatória em Abu Dhabi

QCP Capital, uma empresa de comércio de ativos digitais com sede em Singapura, obteve uma aprovação preliminar da Autoridade Reguladora de Serviços Financeiros (FSRA) do Mercado Global de Abu Dhabi (ADGM). A empresa busca expandir sua presença no Oriente Médio, fortalecendo a confiança do mercado na região. O ADGM emergiu como um centro criptográfico em crescimento, com o apoio de grandes investimentos institucionais e novos produtos financeiros baseados em blockchain.

Revolut lança Revolut X para negociação de criptomoedas no Reino Unido

O neobanco global Revolut deram um passo gigantesco no mundo das criptomoedas ao introduzir discretamente o Revolut X, uma plataforma de negociação especializada em criptomoedas para clientes de varejo no Reino Unido. A nova plataforma promete concorrer com as principais exchanges, oferecendo fácil acesso e taxas mínimas. Com mais de 100 criptomoedas inicialmente disponíveis, o Revolut X planeja expandir sua seleção nos próximos meses.

CEO da Binance exige liberação de executivo detido na Nigéria

Richard Teng, CEO da Binance, instou à libertação de Tigran Gambaryan, executivo da exchange preso na Nigéria. Teng denunciou a detenção como injusta e perigosa, alegando que Gambaryan estava lá apenas para discussões políticas. Ele acusou a Nigéria de tentar controlar a Binance através da prisão do funcionário. Além disso, Teng revelou tentativas de suborno por parte de indivíduos associados ao governo nigeriano.

Parceria de Hong Kong para explorar tokenização de ativos

A Autoridade Monetária de Hong Kong (HKMA) está se unindo à indústria financeira para investigar a tokenização de ativos. Anunciado em 7 de maio, o “Project Ensemble Architecture Community” reunirá representantes do setor e reguladores para estabelecer padrões de tokenização. Com o objetivo de supervisionar o desenvolvimento de projetos e promover a interoperabilidade entre moedas digitais do banco central (wCBDCs), a iniciativa visa facilitar a liquidação interbancária de depósitos tokenizados por meio do wCBDC.

Presidente do Bundesbank alerta para a necessidade de adaptação dos bancos centrais às moedas digitais

Joachim Nagel, presidente do Bundesbank e membro do BCE, destacou a importância de os bancos centrais repensarem seus modelos de negócio e adotarem rapidamente as moedas digitais dos bancos centrais (CBDCs). Em uma conferência do BIS em 6 de maio, Nagel expressou dúvidas sobre a invulnerabilidade do modelo tradicional dos bancos centrais, ressaltando a necessidade de adaptação ao cenário tecnológico emergente e a crescente irrelevância da moeda física. Ele também apontou a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) como essencial para essa transformação.

Deixe um comentário