Empresa de jogos blockchain registra receita recorde durante a pandemia

LinkedIn

A Animoca Brands, empresa por trás dos jogos baseados em blockchain The Sandbox, F1 Delta Time e Crazy Defense Heroes, registrou receita, ainda não auditada, nos primeiros quatro meses de 2020 de US$ 7,34 milhões em meio à pandemia do COVID-19.

O primeiro trimestre foi o mais forte registrado pela Animoca Brands, com US$ 4,33 milhões em receita, seguido por um mês recorde, com US$ 3 milhões em abril.

A Animoca Brands possuía US$ 6,08 milhões em criptoativos e ativos fiduciários no final de abril. Aproximadamente US$ 770.000 em participações da empresa compreendem Bitcoin (BTC) e Ether (ETH), além de US$ 1,12 milhão em várias altcoins.

A Animoca atribuiu o aumento de suas participações em criptomoeda a vendas bem-sucedidas envolvendo tokens não fungíveis (NFTs) por seus títulos The Sandbox, F1 Delta Time e Crazy Defense Heroes.

NTFs impulsionam a ‘revolução dos direitos de propriedade’

Em declarações ao Cointelegraph, o fundador da Animoca, Yat Siu, relatou a descoberta dos NFTs em 2017 depois de adquirir uma pequena empresa com sede em Vancouver chamada Fuelpowered – cujo cofundador, Mik Naayem, também cofundou a CryptoKitties.

Yat Siu comparou o impacto que os NFTs terão nos jogos com a introdução dos direitos de propriedade na Europa feudal, afirmando que a propriedade de itens no jogo compensa os jogadores pelo tempo e trabalho que investem em jogos.

O empresário também discutiu a estratégia da empresa de adquirir empresas estabelecidas de jogos com usuários fiéis e disponibilizar os benefícios da tecnologia blockchain. Ele disse que a adoção convencional da blockchain em um contexto de jogo pode depender de um design de jogo inteligente que oculte as complexidades da tecnologia blockchain.

“Não estamos apenas adquirindo uma equipe talentosa, […] mas adquirindo clientes que já jogam o jogo […] Não os estamos adquirindo porque queremos que eles continuem a fazer jogos para celular. Temos uma diretiva muito clara para finalmente movê-los para a blockchain.”

COVID-19 e empresas de jogos

Yat Siu observou que, embora a pandemia de coronavírus tenha sido o catalisador de um aumento significativo de usuários de jogos no curto prazo, alguns jogadores podem desistir à medida que o mundo volta à normalidade.

No entanto, Siu acredita que o ‘lockdown’ devido ao coronavírus promoveu uma “mudança de comportamento” entre muitos jogadores novos e alguns que “nasceram de novo”, que durarão a longo prazo – com os jogos se tornando uma pedra angular de seus rituais de busca de entretenimento.

Por Samuel Haig

 

Deixe um comentário