Braskem supera R$ 180 milhões em auxílios financeiros e indenizações

LinkedIn

O Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação da Braskem apresentou, em setembro, 424 propostas aos moradores dos bairros afetados pelas rachaduras provocadas pela extração de minério no solo. O número representa um salto em relação a agosto, quando foram apresentadas 389 propostas.

A Braskem é negociada na B3 através dos papéis: (BOV:BRKM5) (BOV:BRKM3) (BOV:BRKM6). Os gastos estimados pela Braskem com os problemas ambientais em Alagoas tiveram mais uma escalada. A conta, inicialmente calculada em R$ 2,7 bilhões, já chega a R$ 8,3 bilhões.

O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA-AL) autuou a empresa Braskem durante a segunda edição da Fiscalização Integrada do órgão. A unidade industrial, situada no município de Marechal Deodoro, recebeu multa de aproximadamente R$ 200 mil.

Nos próximos meses, de acordo com a empresa, a média mensal de apresentação de propostas deve crescer, já que a equipe que analisa os processos foi ampliada, assim como também à flexibilização na apresentação e análise de documentos dos imóveis e ao Programa Posse Legal, feito em parceria com a Anoreg (Associação dos Notários e Registradores) de Alagoas. Até agora, mais de 1.800 propostas já foram apresentadas e apenas duas, recusadas.

Com o acréscimo das últimas semanas, a equipe de técnicos sociais e facilitadores dedicada ao Programa conta com mais de 400 profissionais, que estão fazendo o atendimento à distância aos moradores, por telefone ou via internet, para garantir a continuidade do processo de compensação mesmo durante a pandemia da Covid-19. Como resultado, mais de R$180 milhões já foram pagos entre os auxílios financeiros para a realocação das famílias e indenizações.

O cronograma de entrada no Programa foi antecipado em cinco meses e os moradores que pertenciam aos lotes de 1 a 7 da Ajuda Humanitária já entraram no fluxo de compensação financeira. Em outubro, serão incluídos os demais moradores da Zona D. Já a realocação dos moradores da Zona E foi iniciada em agosto e o fluxo de compensação será iniciado em janeiro de 2021, assim como para os moradores que foram incluídos no Programa por meio da Junta Técnica.

A prioridade da Braskem continua sendo a segurança dos bairros afetados pelo fenômeno geológico, propondo e tomando todas as medidas necessárias para isso.

Deixe um comentário