Petro Rio (PRIO3) é a nova Magalu? Ação subiu 336%

LinkedIn

No pregão de ontem, a Petro Rio (PRIO3) subiu 29,94%, num dia onde um anúncio muito importante foi feito. De acordo com a companhia, a mesma irá comprar dois campos da British Petroleum Energy Brasil.

Dessa forma, com a alta do pregão de ontem a Petro Rio passa dos 300% de valorização em menos de dois anos. Isto é, desde o início de 2019, os papéis da petroleira carioca já se valorizaram 336%. Portanto, superar os ganhos da Magazine Luiza no período, que registrou 326% nesta quinta.

O principal motivo para tal valorização é a compra de poços maduros. Além disso, a interligação entre os ativos, reduzindo custos operacional e aumentando o retorno.

Como por exemplo uma das últimas aquisições, do Campo de Wahoo, que fica a apena 35 km do Campo de Frade. Como a Petro Rio já possui um navio que recebe e armazena o óleo – FPSO – pode usar a mesma infraestrutura, e assim, reduzir o lifting cost (custo de extração).

Henrique Esteter, analista da Guide Investimentos comentou sobre a aquisição afirmando o seguinte:

“É uma companhia muito interessante para uma companhia que hoje está muito capitalizada e com dívidas muito pequenas. Essa aquisição está bem redondinha”

O analista complementa dizendo: “a gente já gostava da companhia antes e segue otimista com o futuro da empresa, ainda mais após a aquisição”.

O investimento

Entretanto, o projeto que tem duração prevista de 4 anos, não terá apenas a Petro Rio. Isto porque a companhia pretende formar um consórcio para compartilhar o investimento e a produção.

Mas caso um ou mais consorciados digam “não” ao projeto, a Petro Rio diz ter capacidade para assumi-lo sozinha.

Por fim, vale dizer que o projeto completo deve custar R$ 800 milhões. Dessa forma, próximo ao lucro líquido da companhia no ano passado, que totalizou R$ 837,9 milhões.

Texto escrito por Diogo Albuquerque, graduando em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e colaborador do Guia do Investidor.

Deixe um comentário