Bolsas avançam apesar do aperto às restrições frente ao COVID-19

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas na Ásia recuaram na terça-feira, com as preocupações do aumento do coronavírus em vários países pesando sobre o otimismo frente ao lançamento da vacina nos EUA

Na China Continental, o composto de Xangai caiu 0,06%, enquanto o Shenzhen Component subiu 0,52%. O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,69%.

A produção industrial da China em novembro cresceu 7% com relação ao ano anterior, de acordo com as expectativas de uma pesquisa da Reuters. Enquanto isso, as vendas no varejo na China aumentaram 5% em novembro em comparação com o ano anterior, abaixo das previsões de um aumento de 5,2% dos analistas em uma pesquisa da Reuters.

No Japão, o Nikkei caiu 0,17%, enquanto o índice Topix caiu 0,47%.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,19%.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 caiu 0,43% para fechar em 6.631,30 pontos. A ata da reunião de política de dezembro do Reserve Bank of Australia, divulgada na terça-feira, alertou sobre a possibilidade de “um longo período de alto desemprego”, pois levaria tempo para que a economia atingisse seu nível pré-pandemia. “Esperava-se que a alta taxa de desemprego e o excesso de capacidade em toda a economia resultassem em um crescimento moderado dos salários e da inflação nos próximos anos. Diante desse ambiente, o Conselho considerou o tratamento da alta taxa de desemprego uma importante prioridade nacional”.

As ações das mineradoras de carvão australianas despencaram na terça-feira. Whitehaven Coal caiu 5,88%, Coronado Global Resources despencou 10,04% enquanto Yancoal caiu 8,43%. A gigante BHP também viu suas ações caírem 2,7%. Fortescue Metals caiu 3,3%, enquanto Rio Tinto recuou 1,4%. Entre as produtoras de petróleo, Santos caiu 3,1% e Woodside Petroleum recuou 2,1%.

Os declínios ocorreram depois que a mídia estatal chinesa informou que o principal planejador econômico da China aprovou usinas para importar carvão sem restrições “exceto da Austrália”. Na terça-feira, o primeiro-ministro da Austrália disse que estava buscando esclarecimentos da China sobre o relatório.

Os dois países estão envolvidos em uma disputa comercial há meses, com a China aplicando tarifas sobre produtos australianos que vão da cevada ao vinho.

O índice MSCI para ações da Ásia-Pacífico exceto Japão caiu 0,39%.

EUROPA: As bolsas europeias abriram sem direção na manhã de terça-feira, conforme as negociações comerciais pós-Brexit e os últimos desenvolvimentos sobre o coronavírus continuam a dominar as atenções dos mercados.

O pan-europeu Stoxx 600 abriu estável, com ações de automóveis subindo, enquanto as ações de saúde caíam.

Ainda no período da manhã o pan-índice sobe 0,50%, o alemão DAX 30 sobe 0,72%, o francês CAC 40 avança 0,46%, o FTSE MIB da Itália sobe 0,12%, enquanto o IBEX 35 da Espanha recua 0,37%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,13%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 1,4%, Antofagasta avança 0,9%, BHP sobe 1,1%, enquanto Rio Tinto opera em alta de 1,3%. Entre as empresas de petróleo, BP sobe 1,1%, enquanto Royal Dutch Shell adiciona 1,4%.

Os desenvolvimentos do coronavírus estão pesando no sentimento do mercado, com a Alemanha e a Holanda anunciando restrições mais rígidas durante o Natal, em uma tentativa de conter um aumento acentuado nas infecções.

Na segunda-feira, o governo do Reino Unido anunciou que Londres mudará para o nível mais alto de restrições contra o Covid-19 na Inglaterra, citando o aumento das taxas de infecção que podem estar parcialmente ligadas a uma nova variante do coronavírus que pode estar estimulando um aumento nos casos no sul da Inglaterra.

EUA: Os futuros dos índices das ações dos EUA sobem no início do pregão de terça-feira, enquanto o Congresso segue com as negociações sobre outro pacote de alívio econômico, enquanto as vacinas Covid-19 começaram a ser distribuídas em todo o país.

Os legisladores divulgaram a última proposta para outra rodada de alívio econômico na noite de segunda-feira, dividindo a proposta bipartidária anterior em duas partes. O novo plano prevê US $ 748 bilhões em gastos com programas populares, incluindo US $ 300 adicionais por semana em benefícios federais de desemprego e outros US $ 300 bilhões para mais empréstimos no âmbito do Programa de Proteção ao Crédito.

Uma segunda parte do plano, incluiria US $ 160 bilhões para proteção de responsabilidade empresarial e ajuda financeira aos governos estaduais e locais.

Além disso, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, discutiram as propostas de estímulos e as negociações de financiamento mais abrangente do governo na noite de segunda-feira, disse o porta-voz de Pelosi, Drew Hammill, no Twitter. A dupla “discutiu a urgência dos comitês de concluírem seu trabalho o mais rápido possível”, disse Hammill.

O último passo em direção a um acordo de estímulo ocorre quando todos lutam contra uma perspectiva sombria de curto prazo, mas com perspectivas de crescimento econômico e o possível fim da pandemia em 2021.

A primeira rodada de injeções da vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech foi dada nos Estados Unidos na segunda-feira, mas o país também ultrapassou 300.000 mortes por Covid-19, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. O prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, também alertou os residentes que uma paralisação total pode ser necessária para proteger os hospitais da cidade.

O movimento nos futuros segue uma sessão mista na segunda-feira, quando o Nasdaq Composite e o Russell 2000 index, composto por small caps subiram, enquanto o S&P 500 e o Dow caíram. Foi o quarto dia negativo consecutivo para o S&P 500.

Mesmo com a fraqueza recente do S&P 500 e do Dow, os três principais índices estão próximos de seus níveis recordes e subiram acentuadamente neste ano.

Na terça-feira, os investidores esperam novos dados da Pesquisa de Manufatura do Empire State às 10h30 para obter uma leitura sobre esse segmento da economia. Às 11h15 sairá o percentual da capacidade de produção nos EUA e os números da produção Industrial americana.

O Federal Reserve também iniciará sua reunião de dois dias em dezembro, com uma declaração de política e uma entrevista coletiva para o presidente Jerome Powell agendada para quarta-feira.

ÍNDICES FUTUROS – 7h25:
Dow: +0,55%
SP500: +0,57%
NASDAQ: +0,42%

COMMODITIES
MinFe Dailan: +1,48%
Brent: +1,04%
WTI: +1,01%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário