ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Neoenergia: lote do novo empreendimento arrematado em leilão equivale a R$ 159,7 milhões

LinkedIn

A Neoenergia arrematou o lote 2, que compreende 3 linhas de transmissão de 500 kV, 01 linha de transmissão de 230 kV, uma nova subestação Medeiros Neto de 500 kV com compensação síncrona na Bahia, totalizando 1.091 km de extensão percorrendo majoritariamente a Bahia, além de Minas Gerais e Espírito Santo.

O lote arrematado apresenta sinergias durante o período de construção uma vez que a Neoenergia (BOV:NEOE3) possui outros ativos na Bahia e Espírito Santo (90% do Capex se encontra nesses estados, sendo 70% na Bahia) o que contribuiu no estudo detalhado de engenharia executado previamente ao leilão.

De acordo com o resultado do leilão, a Receita Anual Permitida (RAP) do novo empreendimento é de R$159,7 milhões.

“A companhia irá pleitear incentivos fiscais regionais e contará com linhas de financiamento junto a bancos de fomento. O resultado do leilão está alinhado com a estratégia da Neoenergia no setor elétrico brasileiro e com o compromisso de criação de valor para seus acionistas, respeitando uma rigorosa política de alocação do capital”, afirmou a companhia em comunicado.

Lucro líquido de R$ 814 milhões e crescimento de 36%

elétrica Neoenergia, controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, divulgou lucro líquido de R$ 814 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 36% na comparação anual, com o aumento da receita e a melhora dos resultados operacional e financeiro.

A receita líquida da companhia, controlada pela espanhola Iberdrola, somou R$ 7,98 bilhões, o que representa uma alta de 11% na mesma base de comparação. O resultado operacional, antes do financeiro e dos tributos, cresceu 19%, para R$ 1,35 bilhão.

O volume de energia injetada atingiu 16,3 mil GWh, aumento de 1,3%. Já a energia distribuída (considerando os mercados cativo e livre) alcançou 13,9 mil GWh, em linha com o desempenho do terceiro trimestre do ano passado.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br