JPMorgan e DBS lançarão plataforma de pagamento transfronteiriço por blockchain

LinkedIn

O principal banco de investimento americano JPMorgan (NYSE:JPM) está trabalhando com o maior banco de Cingapura, DBS, e a empresa de investimento estatal Temasek para lançar uma nova empresa de blockchain focada em pagamentos globais e transações interbancárias.

Chamada de Partior, a nova empresa usará tecnologia blockchain e digitalizará dinheiro de banco comercial para reduzir o atrito existente em pagamentos internacionais, transações comerciais e liquidações de câmbio estrangeiro.

Essa funcionalidade permitiria a liquidação instantânea de pagamentos para vários tipos de transações, ajudando os bancos a superar os desafios globais relacionados a pagamentos no sistema financeiro atual, disse o JPMorgan em um anúncio na quarta-feira.

A nova plataforma se baseia no trabalho anterior do JPMorgan (BOV:JPMC34) e Temasek como parte do Projeto Ubin, uma iniciativa de pagamento em várias moedas baseada em blockchain iniciada pela Autoridade Monetária de Cingapura em 2017. A plataforma da Partior será lançada com foco na facilitação de fluxos, principalmente entre bancos tanto em dólares dos Estados Unidos quanto em dólares de Cingapura, com o objetivo de estender a oferta de serviços a outros mercados em diversas moedas.

A plataforma visa complementar os projetos e casos de uso de moeda digital em andamento do banco central, afirma o anúncio. O diretor da fintech MAS, Sopnendu Mohanty, disse que a Partior fornece uma infraestrutura global básica para transações com moedas digitais. “O lançamento do Partior é um divisor de águas global para moedas digitais, marcando uma mudança de pilotos e experimentações para a comercialização e adoção ao vivo”, disse ele.

O CEO da DBS, Piyush Gupta, afirmou que a tecnologia blockchain e os contratos inteligentes permitirão à Partior oferecer suporte a “pagamentos em várias moedas internacionais em tempo real, financiamento comercial, câmbio e liquidação de títulos DVP em uma plataforma de classe mundial, com programabilidade, imutabilidade, rastreabilidade integrado em seu pacote de serviços”.

Todos os três participantes do projeto Partior estão consolidando seu envolvimento na indústria de criptomoedas. No final de 2020, a DBS estabeleceu uma divisão de troca de criptografia chamada DBS Digital Exchange, permitindo aos investidores negociar moedas importantes, como Bitcoin (BTC), Ether (ETH), Bitcoin Cash (BCH) e XRP.

O JPMorgan supostamente começou a contratar desenvolvedores Ethereum em abril. Há rumores de que a empresa está se preparando para lançar um fundo Bitcoin gerenciado ativamente. Conforme relatado em março, a Temasek é supostamente um investidor Bitcoin.

Por Helen Partz

Deixe um comentário