Petróleo fecha sem direção em cenário cauteloso

LinkedIn

Os preços do petróleo fecharam sem direção única nesta quarta-feira, com sinais de forte demanda de combustível na Europa, enquanto a perspectiva de um retorno em curto prazo do fornecimento de petróleo iraniano enfraqueceu, pois o secretário de Estado dos EUA disse que as sanções contra Teerã provavelmente não seriam suspensas.

No fechamento, o contrato do Brent para agosto ficou estável, em US$ 72,22 o barril na Ice; o WTI para julho desvalorizou 0,13%, para US$ 69,96 o barril na Nymex.

Apesar de uma queda de 5 milhões de barris no petróleo bruto na semana passada, os estoques de gasolina e outros combustíveis aumentaram acentuadamente devido à fraca demanda, de acordo com dados da Administração de Informação de Energia para a semana que incluiu o longo feriado do feriado do Memorial Day. O produto fornecido caiu para 17,7 milhões de barris por dia, contra 19,1 milhões na semana anterior.

“Isso pode ser canário em uma mina de carvão no pico da atividade econômica, mas é cedo para concluir isso”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

Outros analistas observaram, no entanto, que o mau tempo na costa leste dos EUA pode ter reduzido o consumo, após um período de acumulação de gasolina que aumentou artificialmente a demanda durante a paralisação do Oleoduto Colonial no mês passado devido a um ataque de ransomware.

Na terça-feira, a EIA previu que o consumo de combustível nos EUA cresceria 1,48 milhão de bpd este ano, ante uma previsão anterior de 1,39 milhão de bpd.

O petróleo subiu no início da sessão sob sinais de forte demanda por combustível nas economias ocidentais, enquanto a perspectiva de retorno do abastecimento iraniano diminuiu depois que o Secretário de Estado dos EUA disse que as sanções contra Teerã provavelmente não seriam suspensas.

Os investidores presumiram que as sanções contra as exportações iranianas seriam suspensas e o fornecimento de petróleo aumentaria este ano, à medida que as negociações do Irã com potências ocidentais sobre um acordo nuclear progredissem.

No entanto, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse na terça-feira que, mesmo que o Irã e os Estados Unidos voltem a cumprir o acordo nuclear, centenas de sanções dos EUA contra Teerã permanecerão em vigor.

(Com informações do TC, Reuters e CNBC)

Deixe um comentário