Linx: acionistas alienam 11,70% do seu capital social da companhia

LinkedIn

A Linx foi informada pelos seus administradores, Nércio José Monteiro Fernandes, Alberto Menache e Alon Dayan que, mediante leilão de ações realizado em bolsa de valores nesta data, os Acionistas alienaram a totalidade das 22.102.368 ações ordinárias da Companhia por eles detidas, representativas de 11,70% do seu capital social.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:LINX3) nesta terça-feira (22). Confira o comunicado na íntegra.

A alienação de ações foi realizada no contexto da combinação de negócios da Linx e da STNE Participações, nos termos do “Protocolo e Justificação de Incorporação das Ações de Emissão da Linx S.A. pela STNE Participações S.A.

Os Acionistas informaram que não detêm, diretamente ou indiretamente, outros valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações da Companhia.

Os Acionistas são parte do Acordo de Acionistas firmado em 30 de julho de 2014, conforme aditado, que deixa de vigorar em razão da alienação de ações ora informada. Os Acionistas são parte ainda do Compromisso de Voto e Assunção de Obrigações firmado em 11 de agosto de 2020, conforme aditado, entre os Acionistas, a STNE e outros, que foi firmado no contexto dos documentos da Operação e cuja vigência se encerrará na consumação da Operação.

Prejuízo líquido de R$ 6,87 milhões no 1T21, queda de 24%

Linx teve prejuízo líquido de R$ 6,87 milhões no primeiro trimestre de 2021, queda de 24% em relação ao prejuízo em igual período de 2020.

receita líquida nos três primeiros meses de 2021, por sua vez, teve alta de 10,6% no comparativo anual, a R$ 230,6 milhões.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 46,3 milhões, alta de 24% na comparação anual.

A empresa apontou que a Linx Digital alcançou participação de 14,7% na receita recorrente trimestral. O Linx Pay chegou a 13,1% de participação. Já a Linx Core avançou para 14,6%.

Deixe um comentário