Oferta inicial de ações da Armac pode movimentar mais de R$ 1 bilhão

LinkedIn

A oferta inicial de ações (IPO) da locadora brasileira de equipamentos para agronegócio, mineração infraestrutura Armac pode movimentar mais de R$ 1 bilhão, segundo informações do cronograma da operação mostrados nesta quarta-feira.

O cálculo feito pela Reuters tem como base R$ 14,97, o ponto médio da faixa de preço estimada pelos coordenadores da oferta, que vai de 13,30 a 16,63 por ação, e a venda integral dos cerca de 68,5 milhões de papéis.

Desse total, 53.440.214 ações correspondem a ações novas, cujos recursos da venda de irão para o caixa da empresa, que pretende usá-los para ampliar seu negócio.

A oferta, que será coordenada por SantanderItaú BBABTG Pactual Morgan Stanley, servirá também para que o fundo Speed, da Gávea investimentos, e membros da família fundadora Aragão vendam participação na empresa, num lote de 15 milhões de ações.

Criada em 1994 e com sede na grande São Paulo, a Armac se apresenta como a maior do país em locação de escavadeiras hidráulicas, retroescavadeiras, tratores de esteira, minicarregadeiras, motoniveladoras e tratores agrícolas.

A empresa tinha no fim de março uma frota própria de 1.403 equipamentos de fabricantes como John Deere, Volvo, Hyundai, JCB, New Holland, Caterpillar e Komatsu.

A companhia afirma no prospecto preliminar da oferta que teve no primeiro trimestre receita anualizada de R$ 257 milhões, e Ebitda de 128 milhões, altas de 173% e de 219% respectivamente, em relação a igual etapa de 2020.

De acordo com o cronograma, a definição do preço por ação deve acontecer em 26 de julho, com a estreia da companhia no pregão da B3 no dia 28, negociada sob o ticker ARML3.

Deixe um comentário