Ações da Nordstrom (JWN, J1WN34) despencaram após relatar receita que ficou abaixo dos níveis de 2019

LinkedIn

As ações da Nordstrom (NYSE:JWN) negociadas na NYSE caíram cerca de 17,6% na quarta-feira (25), enquanto analistas amargavam as perspectivas para a rede de lojas de departamentos.

Já as ações da Nordstrom negociadas na B3, através do ticker (BOV:J1WN34), despencaram cerca de -19,3% na quarta-feira, a um último preço de US$ 161,43. Isso representa uma queda de R$ 38,57 reais no dia. O Máximo de 52 semanas da BDR é de R$ 257,53. O Mínimo de 52 semanas é de R$ 67,01.

No final da terça-feira, a Nordstrom divulgou lucros fiscais do segundo trimestre que superaram as expectativas e aumentaram suas perspectivas. No entanto, a receita permaneceu abaixo dos níveis de 2019, mesmo enquanto tentava convencer os clientes a voltar à loja com sua grande liquidação anual de aniversário.

O Sell-off na quarta-feira interrompeu uma seqüência de quatro dias de altas para a ação.

Em uma nota de pesquisa, o analista do JPMorgan Matthew Boss disse que o desempenho da Nordstrom continua abaixo do esperado. Ele disse que a economia atual deve ser “tão boa quanto possível” para a base de clientes da Nordstrom, já que tende a atrair compradores de alta renda. Esses consumidores tiveram mais dinheiro para gastar ao sair da pandemia.

Embora outros varejistas tenham conseguido aumentar seus preços médios de venda, a Nordstrom está ficando para trás, em comparação, de acordo com Boss. Ele rebaixou sua classificação da ação para “underweight” de “neutral” e cortou seu preço-alvo de US$ 39 para US$ 34. Esse preço está 7% acima do valor da ação na quarta-feira.

Daniela Nedialkova, analista da Atlantic Equities, disse que a Nordstrom está bem posicionada à medida que aumenta a demanda por roupas para eventos sociais, mas seu desempenho relativo mais fraco pode causar outros problemas para o varejista com os fabricantes de roupas.

“Reconhecemos que a Nordstrom está executando seu plano e está altamente focada em seu caminho de recuperação de margem, mas dado há vários trimestres agora, o ritmo de recuperação está atrasado em relação aos pares, esperamos que questões mais estruturais em torno do relacionamento com o fornecedor possam surgir”, Nedialkova disse.

Na semana passada, a Macy’s relatou os resultados do segundo trimestre que esmagaram as estimativas e aumentaram suas projeções para o resto do ano. O Kohl’s também aumentou suas perspectivas pela segunda vez neste ano, pois antecipa uma forte temporada de volta às aulas.

“Apesar de uma batida e um aumento impressionantes, os resultados estão abaixo do padrão estabelecido em lojas de departamento por empresas como Dillard’s e Macy’s, com a Nordstrom aparentemente se beneficiando menos dos ventos a favor da Covid-19 em relação ao setor, provavelmente decepcionando os investidores em busca de sinais de impulso devido aos ventos a favor da indústria, bem como sinais de melhoria fundamental o suficiente para provocar um retorno”, disse Jen Redding, analista da Wedbush.

O UBS tem uma classificação de venda para a ação e um preço-alvo de US$ 12 – uma queda de mais de 60% em relação ao que é negociado atualmente.

“Esperamos que as revisões contínuas para baixo nas estimativas de consenso de EPS do lado do vendedor nos próximos trimestres empurrem as ações em direção ao nosso [preço-alvo] de US$ 12”, disse o analista do UBS Jay Sole em uma nota de pesquisa.

(Com CNBC)

Deixe um comentário