As ações da Macy's (M, MACY34) saltam à medida que os lucros superam as estimativas

LinkedIn

A Macy’s (NYSE:M) divulgou na quinta-feira (19) o lucro fiscal do segundo trimestre e a receita que superou as estimativas dos analistas, com os clientes voltando às lojas para comprar jeans, malas e vestidos novos.

A rede de lojas de departamentos também aumentou sua previsão para 2021, indo para o segundo semestre do ano. Apesar da incerteza da pandemia, a Macy’s disse que sua estratégia de recuperação está funcionando e atraindo novos compradores.

A rede de lojas de departamentos também disse que restabeleceu seus dividendos e seu conselho aprovou um programa de recompra de ações de US$ 500 milhões.

As ações da Macy’s negociadas na NYSE subiram 10,25% na manhã de quinta-feira com os resultados.

A Macy’s também é negociada na B3 através da BDR (BOV:MACY34). A BDR subiu 10,71%, ou R$ 10,47,  na manhã de quinta-feira, sendo negociada a um último preço de R$ 108,20.

O Máximo de 52 semanas da MACY34 é de R$ 118,19. O Mínimo é de R$ 32,40.

O CEO Jeff Gennette disse que o impulso no primeiro trimestre continuou no segundo trimestre, à medida que o varejista atraiu mais clientes mais jovens para fazer compras em suas lojas. A empresa disse que viu 5 milhões de novos clientes durante o trimestre, 41% dos quais vieram por meio digital.

Resultados usando uma pesquisa com analistas da Refinitiv como comparação:

  • Lucro por ação: US$ 1,29 ajustado contra US$ 0,19 centavos esperados
  • Receita: US$ 5,65 bilhões contra US$ 5,01 bilhões esperados

O lucro líquido da Macy’s no período encerrado em 31 de julho cresceu para US$ 345 milhões, ou US$ 1,08 por ação, em comparação com um prejuízo líquido de US$ 431 milhões, ou US$ 1,39 por ação, um ano antes. Excluindo ajustes únicos, a Macy’s ganhou US$ 1,29 por ação durante o trimestre. Os analistas procuravam 19 centavos de dólar por ação.

A receita cresceu para US$ 5,65 bilhões, de US$ 3,56 bilhões um ano antes.

A Macy’s disse que suas vendas comparáveis ​​em uma base própria e licenciada cresceram 62,2% ano a ano, enquanto analistas consultados pela Refinitiv anteciparam um crescimento de 41,1%.

As vendas de comércio eletrônico caíram 6% em relação ao ano anterior, quando as lojas da Macy’s foram fechadas devido à pandemia e os compradores passaram a comprar online. Eles cresceram 45% em uma base de dois anos e representaram 32% das vendas líquidas.

A Macy’s elevou sua perspectiva de vendas líquidas no ano fiscal de 2021 para uma faixa de US$ 23,55 bilhões a US$ 23,95 bilhões, de US$ 21,73 bilhões para US$ 22,23 bilhões.

Ela espera que o lucro ajustado para o ano todo fique na faixa de US$ 3,41 a US$ 3,75 por ação, ante a projeção de US$ 1,71 a US$ 2,12 por ação.

Analistas ouvidos pela Refinitiv procuravam lucro ajustado por ação de US$ 2,33 sobre vendas de US$ 22,15 bilhões.

O rival Kohl’s também aumentou sua perspectiva de ano inteiro na quinta-feira, antecipando uma forte temporada de compras de volta às aulas. O Walmart e a Target no início da semana relataram vendas trimestrais melhores do que o esperado, com os americanos gastando seus contracheques em novas roupas, mochilas e itens de beleza.

A variante delta ainda não mostrou muito impacto nos resultados dos varejistas. As empresas estão monitorando de perto a disseminação da variante, e muitas restauraram os mandatos de máscara. Mas o impacto pode variar de loja para loja, já que o aumento da Covid-19 é pior entre as populações com taxas de vacinação mais baixas.

A Macy’s também anunciou nesta quinta-feira uma parceria com o dono da Toys R Us, pela qual abrirá mais de 400 shop-in-shops com a marca de brinquedos a partir do próximo ano. A empresa já está oferecendo uma variedade de brinquedos online, antes das festas de fim de ano.

No fechamento do mercado de quarta-feira, as ações da Macy’s negociadas na NYSE subiam mais de 60% no acumulado do ano, colocando seu valor de mercado em US$ 5,64 bilhões.

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário